Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Ansiosas, Mari e Paula Pequeno estão motivadas em retorno à seleção

Às vésperas do Campeonato Mundial do Japão do ano passado, as campeãs olímpicas sofreram sérias contusões

Gazeta |

As ponteiras Paula Pequeno e Mari têm em comum uma história de títulos e vitórias com a seleção brasileira feminina de vôlei. No entanto, às vésperas do Campeonato Mundial do Japão do ano passado, as campeãs olímpicas sofreram sérias contusões e acabaram desfalcando a equipe verde e amarela. Agora, as duas retornam e estão ansiosas para voltar a vestir a camisa amarela.

Mesmo de longe das quadras, as duas não deixaram de torcer pelas companheiras que conquistaram o vice-campeonato mundial. Nesta temporada, as atletas estão de volta à seleção, que se prepara para, dentre outras competições, a Copa do Mundo do Japão, entre os dias 4 e 8 de novembro. A competição fornecerá três vagas para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

No Aryzão, o Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema, Paula Pequeno e Mari garantem estar de fôlego renovado e com a motivação nas alturas para voltar a defender as cores do Brasil. Paula Pequeno foi cortada do Mundial às vésperas da competição por causa de uma contusão nos ligamentos do tornozelo esquerdo, e está bastante animada para o seu retorno.

"Estou super motivada. A preparação está sendo a melhor possível e estou totalmente recuperada da contusão. Todo recomeço é difícil, mas essa fase já passou. Voltar a Saquarema é bom demais. Aqui é minha segunda casa, um lugar que me sinto muito feliz. Teremos um ano super importante e estamos trabalhando forte", diz Paula.

A jogadora lembrou ainda que a disputa pelas duas vagas de ponteira titular da equipe tem motivado ainda mais o grupo. "Essa briga é muito saudável. Temos quatro jogadoras que podem ser titular e isso nos motiva no treinamento e nos obriga a evoluir a cada dia", explica a jogadora, lembrando das companheiras Mari, Sassá, Natália e Fernanda Garay .

Já Mari, que recentemente foi campeã da Superliga defendendo as cores da Unilever, afirma que tem tomado cuidados especiais para evitar novas lesões. "Faço um trabalho de força especial para evitar contusões. Quanto a voltar a Saquarema, não preciso dizer que aqui é minha segunda casa. O Centro é um dos segredos do nosso sucesso. Aqui nós formamos uma equipe na base da convivência e de muito treinamento", garante a ponteira, que em setembro passado sofreu uma cirurgia no joelho direito para corrigir a ruptura total do ligamento cruzado anterior.

O Brasil está com três desfalques durante esta semana de treinos em Saquarema. A levantadora Fabíola (contusão no dedo indicador da mão esquerda), a ponteira Natália (periostite na canela esquerda) e a oposto Joycinha (torcicolo) não treinaram com bola nesta semana. As jogadoras realizaram apenas treinamentos físicos. As três têm previsão de voltar a treinar normalmente na próxima semana.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG