Maior pontuador do duelo contra Porto Rico destacou a qualidade do saque brasileiro na partida deste domingo

A seleção brasileira de vôlei encerrou a sua passagem pelo Brasil com mais uma vitória sobre Porto Rico , neste domingo, em São Paulo (SP), pela Liga Mundial. Maior pontuador do embate, com 11 pontos, Giba viu uma melhora no desempenho do Brasil, principalmente no saque.

"A gente entrou mais concentrado no fundamento saque e dificultou bastante para eles. Quando você saca bem, fica mais fácil jogar no setor ofensivo, na defesa e no bloqueio", afirmou o ponteiro da seleção brasileira.

No segundo e terceiro sets, o técnico Bernardinho aproveitou para testar a equipe. O levantador Bruninho foi substituído por Marlon e o oposto Leandro Vissotto deu lugar a Theo. Capitão da seleção, Giba também deixou a quadra para a entrada de João Paulo Bravo, assim como Thiago Alves substituiu Murilo. Para o capitão da seleção, isso é importante para a equipe.

"O Bernardo conseguiu rodar bastante hoje [domingo]. Nada melhor do que fazer todo mundo jogar, ter a possibilidade de jogar em casa e adquirir ritmo", disse Giba, que elogiou a evolução da seleção brasileira neste domingo.

"A gente soube muito bem administrar o jogo, trabalhar o que a gente fez de errado ontem [sábado]. Como o Soto [capitão de Porto Rico] falou, é a primeira experiência deles na Liga. Nada melhor do que fazer partidas como essa, de alto nível. A gente fez de tudo e tudo certo", acrescentou o jogador.

Líder do Grupo A, o Brasil agora viaja para os Estados Unidos, onde enfrentará os donos da casa no próximo final de semana. Às vésperas de duelos difíceis, Giba ressaltou a principal qualidade da equipe verde-amarela.

"Como sempre, o grupo é a maior virtude da seleção, mudando ciclos, gerações, sempre foi o grupo. O grupo se doa em todos os momentos, de dificuldade ou de alegria", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.