'Meu corpo pediu um tempo e tive que respeitar', diz Murilo após cirurgia

Por Aretha Martins - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ponteiro passou por uma operação no ombro direito no começo do mês, no dia do aniversário, e fala que objetivo é jogar Mundial e estar bem nas Olimpíadas

Reprodução/Facebook
Depois da cirurgia no ombro, Murilo recebeu diversos presentes de fãs

Murilo viveu dias de glória na seleção brasileira masculina de vôlei em 2010. Venceu a Liga e o Campeonato Mundial, foi eleito melhor do mundo e se consagrou. Nas últimas temporadas, sofreu com uma constante dor no ombro e, depois de hesitar, resolveu dar um tempo e passar por uma cirurgia. Apesar da previsão de seis meses afastado das quadras, se recusa a dizer que passará um tempo fora do esporte.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

"Meu corpo pediu e tive que respeitar. Não vejo como um 'tempo fora', mas como um tempo para o meu corpo ou um descanso necessário para que eu possa seguir jogando no alto nível", afirma Murilo em um bate-papo exclusivo com o iG

Leia mais: No dia do aniversário, Murilo passa por cirurgia no ombro

O jogador passou pela cirurgia no ombro direito no começo do mês. Ele sofria de uma lesão conhecida como slap, que causa dores crônicas e é comum aos jogadores de vôlei. "Adiei por dois anos e suportei essa lesão porque no ano passado havia Liga Mundial, Olimpíadas e era um período bastante importante para clubes e seleção. A hora para parar e operar era agora", explica. 

Murilo estrelou um ensaio para a revista TPM de novembro de 2012. Foto: Reprodução/Revista TPMMurilo posou sem camisa para a publicação e em clima de vôlei. Foto: Reprodução/ Revista TPMEm maio, Murilo operou o ombro. Jaqueline, esposa do jogador, postou foto ao lado dele instantes antes da cirurgia. Foto: Reprodução/InstagramDepois da cirurgia no ombro, Murilo recebeu diversos presentes de fãs. Foto: Reprodução/FacebookMurilo defendeu o Sesi até a temporada 2012/2013 e agora está sem clube. Foto: Alexandre Arruda/CBVMurilo começou na seleção de novos em meados dos anos 2000 e, agora, é um dos principais nomes da seleção masculina. Foto: Divulgação/CBVO ponteiro foi campeão mundial em 2010 e eleito o melhor jogador do torneio. Também foi o melhor da Liga de 2010 e das Olimpíadas de Londres. Foto: Divulgação/FIVBMurilo foi eleito pelo COB o melhor jogador de 2010. Foto: Divulgação/COBMurilo recebe prêmio individual na Liga Mundial. Em 2011 ele foi o dono da melhor recepção. Foto: Divulgação/FIVBMurilo já não teve tanta sorte nas Olimpíadas. Jogou em Pequim 2008 e perdeu a final para os Estados Unidos. Foto: Getty ImagesEm Londres 2012, foi o melhor jogador das Olimpíadas, mas acabou mais uma vez com a medalha de prata, com derrota para Rússia na final. Foto: EFEMurilo também está entre os heróis da FIVB (Federação Internacional de Vôlei). Foto: Divulgação/FIVBPor aqui, Murilo defendeu o Sesi por quatro temporadas e carregava a tarja de capitão. Foto: DivulgaçãoEle faturou uma Superlia e a comemoração do título foi ao lado da esposa, a também jogadora Jaqueline. Foto: Divulgação/CBVJaqueline e Murilo se casaram em 2009 depois de 10 anos de namoro. Foto: Arquivo pessoalJaqueline e Murilo curtem as férias na praia depois das Olimpíadas de Londres. Foto: Reprodução/InstagramMurilo sofreu nas últimas temporadas com dores no ombro. Foto: VipcommEm quadra, além de atacar, Murilo é responsável pelo passe da seleção brasileira e do Sesi. Foto: Divulgação/FIVBPonteiro já foi modelo em lançamento de camisa da seleção. Foto: Divulgação/CBVEle vibra, reclama com árbitro e, algumas vezes, é considerado esquentado em quadra. Foto: Divulgação/CBVJogador deve seguir na seleção para o próximo ciclo, até Rio 2016, e carregar a tarja de capitão. Foto: Divulgação/CBV


A cirurgia aconteceu em 3 de maio, data do aniversário de 32 anos do ponteiro. "O meu ombro novo foi meu presente de aniversário e não vejo a hora de 'estrear' ele", brinca Murilo. 

A expectativa agora é se dedicar à recuperação - ele começou a fisioterapia ainda no hospital, no dia seguinte à operação - e pensar no futuro. "Quero voltar bem, 100%, sem lesões ou dores. Meu objetivo é disputar o Campeonato Mundial e estar bem para jogar as Olimpíadas no Rio", pontua o atleta. 

Visite também o blog Mundo do Vôlei

Por enquanto, Murilo não pensa em clube. Ele não teve o contrato renovado com o Sesi depois de quatro temporadas com o time paulista. "Achei que fosse continuar no Sesi, esse era o meu objetivo. Minha vontade era permanecer, mas não aconteceu. Ficam as amizades e os bons momentos que passei lá", diz Murilo. "Ainda não estou negociando com nenhum clube, não estou pensando nisso agora. Estou concentrado na minha recuperaçã", completa.  

Reprodução/Instagram
Jaqueline fez festa de aniversário para Murilo no hospital, depois da cirurgia

Jaqueline, esposa do jogador, também ainda não tem equipe para a próxima temporada, apesar de especulações de que ela defenderia a Unilever. Nessa fase de negociação o casal não ensa em reviver tempos de namorados, quando moraram por anos em cidades diferentes. "Sai muita coisa que não é verdade. Não decidimos o nosso futuro, nem eu nema Jaque, mas queremos morar juntos, ficar perto um do outro", assegura o ponteiro. 

Leia mais: Após geração de líderes, Murilo é favorito para herdar tarja de capitão

E a esposa tem sido uma aliada de Murilo nessa fase de recuperação depois da cirurgia. A jogadora já passou por cirurgias no joelho, tornozelo e ainda viveu um grande susto com uma lesão na cervical logo na estreia no Pan-Americano de 2011. 

"A Jaque já encarou muita coisa e passou por tudo isso.Ela me dá muita força e ajuda a superar esse momento com muita alegria e confiança", elogia. 

Com a cirurgia, Murilo perderá as próximas competições da seleção. Bernardinho, entretanto, deu aval para dar esse 'tempo de descanso'. "Ele sabia da necessidade da cirurgia, do quanto a lesão me prejudicou e o quanto atrapalhou o meu rendimento nos últimos anos", comenta.

Agora é acompanhar de longe. Ele já foi cotado até por Bernardinho para assumir a tarja de capitão com a aposentadoria de Giba. Agora, apoia a escolha de Bruninho para a função. "O capitão se faz por atitudes e o Bruno é um líder, um jogador que superou muita coisa, mostra qualidade e merece ser capitão", afirma Murilo, que agora acompanha a seleção de longe. 

Leia tudo sobre: muriloseleção masculina de vôleicirurgia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas