No dia do aniversário, Murilo passa por cirurgia no ombro

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ponteiro da seleção brasileira e que defendeu o Sesi até a temporada 2013/2014 passa por uma operação no ombro direito

Reprodução/Instagram
Jaqueline, esposa de Murilo, postou foto com o jogador instantes antes da cirurgia

Murilo faz 32 anos nesta sexta-feira, mas o aniversário não tem bolo ou festa. Nesta manhã, ele deu entrada no hospital Sirio-Libanês, em São Paulo, para passar por uma cirurgia no ombro direito. O ponteiro da seleção brasileira de vôlei sofre com dores no local há algumas temporadas e, depois de adiar a operação e atuar com a ajuda de remédios, optou pela intervenção. 

Deixe seu recado e comente com outros leitores

Jaqueline, também jogadora de vôlei, acompanhou o marido e postou nas redes sociais uma foto do atacante pouco antes de entrar no centro cirúrgico. "O Murilo acabou de ir para o centro cirúrgico. Que Deus te abençoe AMOR e que tudo corra bem", escreveu a atleta na legenda. 

Leia mais: Murilo anuncia que não é mais jogador do Sesi, mas não revela novo time

O jogador não teve seu contrato com o Sesi renovado para a próxima temporada e, então, tomou a decisão de cuidar do ombro. "E minha vontade era permanecer mas, enfim, preciso me concentrar na operação, em cuidar do ombro para voltar bem na próxima temporada e buscar um novo clube para mim. Essa é a minha prioridade agora", disse Murilo quando deixou o clube paulista, em meados de abril. 

Murilo estrelou um ensaio para a revista TPM de novembro de 2012. Foto: Reprodução/Revista TPMMurilo posou sem camisa para a publicação e em clima de vôlei. Foto: Reprodução/ Revista TPMEm maio, Murilo operou o ombro. Jaqueline, esposa do jogador, postou foto ao lado dele instantes antes da cirurgia. Foto: Reprodução/InstagramDepois da cirurgia no ombro, Murilo recebeu diversos presentes de fãs. Foto: Reprodução/FacebookMurilo defendeu o Sesi até a temporada 2012/2013 e agora está sem clube. Foto: Alexandre Arruda/CBVMurilo começou na seleção de novos em meados dos anos 2000 e, agora, é um dos principais nomes da seleção masculina. Foto: Divulgação/CBVO ponteiro foi campeão mundial em 2010 e eleito o melhor jogador do torneio. Também foi o melhor da Liga de 2010 e das Olimpíadas de Londres. Foto: Divulgação/FIVBMurilo foi eleito pelo COB o melhor jogador de 2010. Foto: Divulgação/COBMurilo recebe prêmio individual na Liga Mundial. Em 2011 ele foi o dono da melhor recepção. Foto: Divulgação/FIVBMurilo já não teve tanta sorte nas Olimpíadas. Jogou em Pequim 2008 e perdeu a final para os Estados Unidos. Foto: Getty ImagesEm Londres 2012, foi o melhor jogador das Olimpíadas, mas acabou mais uma vez com a medalha de prata, com derrota para Rússia na final. Foto: EFEMurilo também está entre os heróis da FIVB (Federação Internacional de Vôlei). Foto: Divulgação/FIVBPor aqui, Murilo defendeu o Sesi por quatro temporadas e carregava a tarja de capitão. Foto: DivulgaçãoEle faturou uma Superlia e a comemoração do título foi ao lado da esposa, a também jogadora Jaqueline. Foto: Divulgação/CBVJaqueline e Murilo se casaram em 2009 depois de 10 anos de namoro. Foto: Arquivo pessoalJaqueline e Murilo curtem as férias na praia depois das Olimpíadas de Londres. Foto: Reprodução/InstagramMurilo sofreu nas últimas temporadas com dores no ombro. Foto: VipcommEm quadra, além de atacar, Murilo é responsável pelo passe da seleção brasileira e do Sesi. Foto: Divulgação/FIVBPonteiro já foi modelo em lançamento de camisa da seleção. Foto: Divulgação/CBVEle vibra, reclama com árbitro e, algumas vezes, é considerado esquentado em quadra. Foto: Divulgação/CBVJogador deve seguir na seleção para o próximo ciclo, até Rio 2016, e carregar a tarja de capitão. Foto: Divulgação/CBV


A previsão é de que o ponteiro volte às quadras em seis meses. Murilo sofre com uma lesão chamada de “slap”, que provoca dores crônicas e é comum em jogadores de vôlei. Em conversar com o iG, o jogador já havia citado a possibilidade de uma cirurgia, mas repetia que iria adiar e seguir jogando. Entretanto, nas últimas competições, o jogador trocou o saque forçado por um flutuante, que não exigia tanto do ombro, e também "aliviou" nos ataques. 

Leia tudo sobre: muriloseleção masculina de vôleicirurgiaombro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas