Equipe de Osasco contou com o trio Sheilla, Thaísa e Jaqueline para vencer o Rabita Baku, que era o atual campeão do torneio, na decisão desta sexta-feira

Equipe do Sollys/Nestlé comemora vitória em Doha
Divulgação/FIVB
Equipe do Sollys/Nestlé comemora vitória em Doha

O Sollys/Nestlé é campeão mundial de clubes. O time brasileiro venceu, na final desta sexta-feira, o Rabita Baku, do Azerbaijão, por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/14 e 25/17, em Doha, no Catar. Foi a primeira vez que a equipe de Osasco faturou o título. 

Deixe seu recado e comente com outros torcedores

O time contou com o trio Sheilla, Thaísa e Jaqueline para comandar o placar. Elas foram as maiores ponturadoras, com 15, 14 e 12 bolas no chão, respectivamente. Do outro lado, quem mais marcou foi a colombiana Montaños: 14 vezes. 

Blogo Mundo do Vôlei: Título para mulheres e visual diferente para embalar homens

Com o resultado, o Sollys/Nestlé fecha o Mundial com apenas um set perdido, justamente diante do Rabita Baku, em jogo pela fase classificatória. "A primeira fase não serve de parâmetro, as duas equipes estavam se conhecendo naquela ocasião. Hoje, elas sabiam como nos comportamos, foi muito coração, foi um jogo difícil", afirmou a central Adenízia. 

Este é o quarto título seguido das brasileiras, atuais campeãs paulistas, da Superliga e do Sul-Americano. "Agora é só comemorar! Somos campeãs do mundo! O grupo foi forte para manter a concentração e todo mundo está de parabéns", comemorou a capitã Jaqueline. 

O terceiro lugar no Mundial de Clubes ficou com o Fenerbahce. O time turco, que conta com Paula Pequeno e Mari no elenco, venceu o Lancheras de Catano, de Porto Rico, por 3 sets a 0 (25/16, 25/17 e 25/17). 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.