Jogadores do Sesi vão a julgamento por briga na final do Paulista

Leozão, Lorena, Cleber e Sidão, atletas do Sesi, foram enquadrados no artigo 257 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (participar de rixa, conflito ou tumulto durante partida

Gazeta |

Depois da briga protagonizada por Sesi e Medley/Campinas na primeira partida da final do Campeonato Paulista masculino de vôlei pode render problemas adicionais para os dois times. Nesta terça-feira, a FPV (Federação Paulista de Vôlei) anunciou que os jogadores de ambas as equipes e alguns membros da comissão técnica do representante campineiro foram indiciados. O julgamento será realizado na próxima quinta-feira, às 16h.

Leozão, Lorena, Cleber e Sidão, atletas do Sesi, foram enquadrados no artigo 257 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (participar de rixa, conflito ou tumulto durante a partida, prova ou equivalente). Do lado do Medley/Campinas, o supervisor técnico Fernando Maroni, o preparador físico Jaime Lanzini e o fisioterapeuta Marcelo Guidoti também vão responder pelo mesmo motivo. A pena prevista é de dois a dez jogos de suspensão.

Mais dois artigos do Código podem agravar a pena de Maroni: 254 (agressão, com pena de seis a 12 partidas) e 258 (conduta antidesportiva, que dá punição de uma a seis partidas). O time de Campinas também pode ter sua punição agravada, já que faltava a presença de um médico e de uma enfermeira à disposição no ginásio. Assim, os artigos 211 (falta de infraestrutura necessária), que prevê multa de R$ 100 a R$ 100 mil, e o 213 (deixar de prevenir incidentes durante jogos), com multas de mesmo valor, podem complicar a vida dos representantes do interior.

No final do confronto, Lorena e Leozão foram expulsos depois de arranjarem confusão com os membros da comissão técnica do Medley/Campinas. No jogo, vitória para os donos da casa, que aplicaram 21/25, 25/23, 25/17, 18/25 e 15/13 no time da capital paulista.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: sesi

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG