Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Após derrota, Bernardinho exalta atuação de cubanos

Seleção brasileira de vôlei foi derrotada por 3 sets a 0 na estreia da fase final da Liga Mundial

Agência Estado |

Agência Estado

FIVB
Seleção cubana comemora ponto contra o Brasil

Depois de ver a seleção brasileira masculina de vôlei cair por 3 sets a 0 diante de Cuba na estreia da fase final da Liga Mundial, nesta quarta-feira, em Sofia, na Bulgária, Bernardinho exaltou a força do adversário, que deixou o Brasil em situação complicada na briga por uma das vagas na semifinal da competição.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Cuba vem jogando muito bem na Liga Mundial. Fez uma chave preliminar espetacular, eliminando Rússia e Sérvia, dois grandes times. Isso demonstra a força da seleção cubana. Eles chegaram com um bom ritmo, com confiança e têm essa competição como a principal do ano", ressaltou o treinador, lembrando que a motivação de Cuba na competição é muito grande, tendo em vista também o fato de que o país não conseguiu conquistar uma vaga nos Jogos Olímpicos de Londres.

Leia também: Brasil é atropelado por Cuba na abertura da fase final da Liga Mundial

Bernardinho ainda elogiou o desempenho cubano diante dos brasileiros e lamentou a atuação ruim da equipe brasileira, considerando também que faltou mais raça ao time nacional nesta quarta. "Cuba teve méritos no saque, com constância entre bons saques fortes e flutuantes. E nós não fizemos uma boa partida. O Brasil não lutou a cada ponto e o time todo está incomodado neste momento. Não conseguimos achar, ainda, a estabilidade necessária", acrescentou.

BLOG MUNDO DO VÔLEI: Leia mais sobre o que rola nas quadras

Os jogadores da seleção também reconheceram a superioridade cubana no confronto desta quarta. "Quando eles estão na frente do placar, viram monstros. Não poderíamos deixar que o time de Cuba abrisse e sabíamos disso, mas não conseguimos pará-los. Eles estão muito bem fisicamente, são jogadores muito fortes e jogaram bem", afirmou o central Sidão.

MUSA: Confira possível capa de Mari Paraíba na Playboy

"Cuba tem um time muito jovem e que joga sem pressão. Deixar que eles entrem na partida torna tudo ainda mais difícil. Mas não temos desculpas. Agora temos que nos concentrar ainda mais e pensar somente na partida de amanhã", completou o ponteiro Dante, se referindo ao duelo diante da Polônia, às 11h30 (horário de Brasília) desta quinta, quando o Brasil precisará vencer para seguir com chances de ir às semifinais.

Leia tudo sobre: liga mundial 2012bernardinho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG