Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Brasil vence Tailândia e continua na luta pelo título do Grand Prix

Com a vitória por 3 sets a 0, a seleção brasileira alcançou os 10 pontos ganhos e ainda sonha com o título da competição

Gazeta | - Atualizada às

A seleção brasileira feminina de vôlei se manteve na luta pelo título do Grand Prix na madrugada deste sábado. O time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães seguiu vivo na competição ao vencer a Tailândia por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/23 e 25/14, em seu quarto compromisso na fase final, disputada na localidade chinesa de Ningbo.

Divulgação
Seleção feminina bateu a Tailândia por 3 sets a 0 (25/20, 25/23 e 25/14)

Depois de bater China (3 a 1), Cuba (3 a 0) e Tailândia (3 a 0), a seleção brasileira chega aos 10 pontos ganhos. Derrotado pelos Estados Unidos na estreia da fase final, o time nacional precisa torcer por um tropeço das invictas norte-americanas, que disputam a parte decisiva do Grand Prix com uma equipe reserva, uma vez que as principais jogadoras ficaram treinando para os Jogos Olímpicos de Londres 2012.

Veja também: Brasil joga bem e atropela Cuba no Grand Prix

Em mais um confronto marcado para este sábado, os Estados Unidos enfrentam Cuba. Na madrugada de domingo, o Brasil duela com a Turquia em confronto marcado para as 2 horas (de Brasília). Já as norte-americanas encaram a China, empurrada pelos torcedores locais, no mesmo dia.

Depois de uma série de exibições inseguras na primeira fase, o Brasil se classificou para as finais apenas na quinta colocação. Em Ningbo, no entanto, o time de Zé Roberto vem mostrando sinais de evolução. Para enfrentar as tailandesas, ele voltou a investir em Paula Pequeno, Adenízia, Fernanda Garay, Thaísa, Fernandinha e Fabi, mesmo time empregado para superar Cuba na rodada anterior.

Veja também: A musa Mari Paraíba contou ao iG os bastidores de seu ensaio nu

Responsável por 15 pontos, 13 de ataque e dois de bloqueio, Sheilla foi a recordista da partida no quesito. Fernanda Garay, por sua vez, marcou 11 tentos, oito de ataque, dois de bloqueio e um de saque. Utilizada durante a maior parte do tempo, a levantadora Fernandinha cometeu alguns erros com as bolas na ponta, mas conseguiu se recuperar e chegou a fazer um ponto de bloqueio no terceiro set, apesar de seus 1,72m.

Ainda que tenha uma média de altura de apenas 1,74m, a seleção tailandesa teve bons momentos dentro da partida e chegou a provocar alguma dificuldade para as atuais campeãs olímpicas. Com 13 pontos, 12 de ataque e um no saque, Kanthong Malika foi o principal destaque do time asiático, seguida por Apinyapong Wilavan, responsável por 12 pontos, 11 de ataque e um de bloqueio.

Divulgação
Jogadoras da seleção brasileira comemoram a vitória no segundo set sobre a Tailândia

A Tailândia aproveitou o começo apático do Brasil e chegou a abrir 4/0 logo de cara. Diante do início instável da Seleção, a equipe asiática comandou as ações e liderou até o time treinado por Zé Roberto fazer 18/17. Com menos erros e uma melhor recepção, as atuais campeãs olímpicas fecharam o set em 25/20 após um ponto de Paula Pequeno.

Embalado pelo triunfo no primeiro set, o Brasil voltou mais atento para a segunda parcial e liderou o placar sem correr riscos no começo. No entanto, a Seleção diminuiu o ritmo e permitiu a virada da Tailândia, que chegou a fazer 19/18. Depois de um empate em 22 pontos, no entanto, a equipe nacional retomou o controle da partida e fechou em 25/23 através da eficiente Sheilla.

Blog Mundo do Vôlei: Vitória da concentração no feminino e vaga para seguir os testes no masculino

Com a Tailândia sem forças para reagir, o terceiro set foi tranquilo para a Seleção Brasileira, a ponto de Zé Roberto promover algumas alterações. Amplamente superior, a equipe nacional fechou a partida ao vencer a última parcial por 25/14 em um bloqueio de Juciely e Jaqueline, duas das atletas lançadas pelo treinador no final.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG