Tamanho do texto

Com vitória e tropeço da Turquia diante dos Estados Unidos, seleção brasileira sobe para a vice-liderança na fase final

EFE

Equipe escolhida por José Roberto Guimarães venceu Cuba com facilidade por 3 sets a 0
Divulgação
Equipe escolhida por José Roberto Guimarães venceu Cuba com facilidade por 3 sets a 0

Com uma atuação de luxo nesta sexta-feira, a seleção feminina de vôlei do Brasil atropelou Cuba na cidade chinesa de Ningbo, em jogo válido pela terceira rodada da fase final do Grand Prix . Aproveitando-se de nada menos do que 28 erros das cubanas, o Brasil venceu facilmente por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/12 e 25/14.

Leia também: Musa, Mari Paraíba dá tempo no vôlei e conta ao iG bastidores do ensaio nu

Com o resultado, o time brasileiro soma mais três pontos e agora tem sete na classificação geral.  Como a Turquia foi derrotada por 3 sets a 1 pelos Estados Unidos também nesta sexta-feira, o Brasil assume a segunda colocação na tabela. As norte-americanas, invictas no torneio, seguem na liderança. Já as turcas caem para o terceiro lugar.

FOTOS:  Playboy divulga novas imagens do ensaio de Mari Paraíba

Com 11 pontos, o bloqueio foi um dos melhores fundamentos do Brasil diante de Cuba
Divulgação/FIVB
Com 11 pontos, o bloqueio foi um dos melhores fundamentos do Brasil diante de Cuba

No jogo desta sexta-feira, o técnico José Roberto Guimarães mexeu no time. A levantadora Fernandadinha, a central Adenízia e a ponteira Fernanda Garay começaram como titulares. A mudança deu certo e Adenízia foi a maior pontuadora do Brasil, com 10 acertos. Garay também foi destaque, com sete pontos. 

O que achou da vitória do Brasil? Deixe seu comentário

"Conseguimos impor o nosso ritmo desde o início. Não deixamos as cubanas jogarem. Foi uma boa atuação", comentou Adenízia. 

Já Fernanda Garay destacou a relação bloqueio e defesa. "Foi uma boa partida. Conseguimos parar o ataque cubano. Nunca é fácil jogar contra Cuba, mas quando a nossa relação entre bloqueio e defesa funciona o nosso jogo acaba saindo. Não podemos deixar o time delas entrar na partida e foi isso que aconteceu hoje", disse a atacante. "O time fez a sua parte. Fizemos 13 pontos de saque. Nosso bloqueio e os contra-ataques também funcionaram", completou Zé Roberto. 

A seleção brasileira feminina joga mais uma vez na fase final do Grand Prix na madrugada deste sábado, às 2h (horário de Brasília), contra a Tailândia. Além da vitória sobre Cuba, o Brasil teve uma derrota para os Estados Unidos e mais um triunfo sobre a China nesta fase do torneio. Fica com o título quem somar mais pontos. 

* com EFE