Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Natália dá primeiros saltos após oito meses de inatividade

Aos poucos “queridinha” do técnico Zé Roberto vai voltando às quadras, mas dificilmente disputará o Grand Prix

Antonio Kurazumi - especial para o iG, em São Bernardo | - Atualizada às

Quando cita os nomes das jogadoras do elenco da seleção, Zé Roberto não esquece da ponteira e oposta Natália. A atleta está nos planos do treinador para os Jogos Olímpicos, ainda que não treine 100% com as colegas há oito meses. O retorno começou a ser ensaiado na terça-feira, quando ela foi liberada pelo departamento médico para dar alguns saltos. Com limites.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Divulgação
A ponteira Natália vem se recuperando de contusão

“Fiquei super animada. Ontem (terça-feira) foi meu primeiro dia de saltos, mas descansei hoje para não sobrecarregar a canela (de onde ela retirou um tumor no ano passado)”, contou Natália, aparentando tranquilidade. “Estou liberada para dar somente cinco saltos por dia nesta semana, aí começarei a dar dez na próxima. Tem que ser tudo feito de forma gradativa”.

Tudo sobre vôlei: B log Mundo do Vôlei

No entanto, é bem provável que ela não se recupere a tempo de disputar o Grand Prix. “De repente a CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) pode marcar um amistoso depois disso”, já imagina a jogadora, que vem abdicando da vida pessoal para realizar o sonho olímpico. “Muitas vezes faço tratamento durante a minha folga, ficando longe da família. Mas faz parte da vida de atleta”, conforma-se.

Leia mais: Zé Roberto vê Grand Prix como teste para o Brasil

Um dos principais motivos para Natália não desanimar é a confiança depositada por Zé Roberto. Em entrevista recente dada ao iG, ele enumerou as qualidades da atleta e disse até admirá-la pela postura e seriedade. “Ele tem me acompanhando no dia a dia e falando isso me deixa mais segura”, comentou a jogadora da Unilever.

Veja ainda: Juliana/Larissa fatura bronze em Grand Slam de Moscou

No treino desta quarta-feira, Natália apenas assistiu a atividade comandada pelo técnico brasileiro. “Sei o que ela pode me dar na quadra”, resumiu o Zé Roberto, reforçando a admiração e espera pela pupila.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG