Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Com quase um set no bloqueio, Brasil vence mais um tie-break no Grand Prix

Apesar dos 24 pontos no fundamento, seleção feminina sofreu e teve que superar momentos de falta de concentração para passar pela Sérvia na Polônia

iG São Paulo | - Atualizada às

A seleção brasileira feminina de vôlei venceu mais uma na primeira semana do Grand Prix. Depois de estrear com vitória sobre a Itália no tie-break, o Brasil passou pela Sérvia por 3 sets a 2 (21/25, 25/18, 25/23 e 23/25 e 15/05) em partida disputada em Lodz, na Polônia. 

Divulgação/FIVB
Fernandinha e Juciely sobem no bloqueio, o melhor fundamento da seleção na partida

O melhor fundamento do Brasil no jogo foi o bloqueio. A equipe do técnico José Roberto Guimarães marcou quase um set no fundamento, com 24 pontos. A central Adenízia foi o nome do "paredão", com 8 pontos. Já Paula Pequeno e a capitã Fernanda Garay foram quem mais colocaram bolas no chão: 22 cada uma. Apesar desses números, o Brasil sofreu, tendo momentos de falta de concentração e erros do primeiro ao quarto set.

Deixei seu recado e comente com outros torcedores

O Grand Prix serve como preparação para o time nacional para as Olimpíadas de Londres e, neste sábado, o técnico José Roberto Guimarães mudou mais uma vez o time, escalando Fernandinha como levantadora titular. Mari de novo começou como oposta, mas deu lugar a Tandara ainda no primeiro set e não voltou mais.

Depois de mais uma vitória, s seleção encerra a primeira etapa do Grand Prix diante da Polônia, as donas da casa, na manhã deste domingo. O jogo será às 15h (horário de Brasília).

Leia mais: Brasil estreia no Grand Prix com vitória sobre Itália no tie-break

O jogo
Brasil saiu atrás da Sérvia e chegou perdendo por 8 a 4 à primeira parada técnica. Aproveitando-se de erros da seleção, principalmente no saque, a Sérvia dominou o marcador no set. Apesar do empate em 14 a 14, as eurpeias já estavam com 16 a 14 na segunda parada. No final, com duas bobeadas do Brasil, chegaram ao set point. Depois, fecharam em 25 a 21 no ataque.

Divulgação/FIVB
A líbero Camila Brait faz uma defesa difícil na vitória do Brasil sobre a Sérvia

No segundo set foi o Brasil quem dominou o marcador. Mas equilibrado no saque, a equipe saiu com 8 a 4 na primeira técnica e se manteve com folga, com 16 a 13 no segundo tempo. Na parte final da parcial, a seleção abriu ainda mais, chegando aos 21 a 15. No ace da Gabi, jovem de 17 anos que havia acabado de entrar em quadra, o Brasil marcou o set point com 24 a 18. Logo depois, com um ponto de bloqueio, venceu o set por 25 a 18 e empatou a partida na Polônia.

Confira ainda: Bernardinho destaca período de testes na seleção brasileira

 O terceiro set teve um susto logo no começo. Quando estava 5 a 4 para o Brasil, a líbero Camila Brait se chocou com a oposta Tandara e precisou de atendimento, mas logo voltou para o jogo. Mais uma vez, o Brasil liderou na primeira parada, com 8 a 6. Depois, a vantagem chegou a 16 a 12. Já na parte final, a Sérvia cresceu e tornou o set dramatido. A seleção passou a errar mais e, com duas falhas seguidas, as europeias encostaram em 23 a 20. Em seguida, elas seguiram melhores e ainda salvaram dois set points. O Brasil fechou em 25 a 23, como no set anterior, em um ponto de bloqueio.

E mais: Amil Vôlei contrata ponteira da Bulgária

A Sérvia saiu na frente no quarto set, com ace no saque forçado. Com dois bloqueios, o Brasil se recuperou e abriu 5 a 2. O jogo ficou mais equilibrado e no primeiro tempo estava 8 a 7 para a seleção. A partir daí, a Sérvia dominou, com 16 a 11 no segundo tempo. Com cinco pontos em sequência, Brasil empatou em 19 a 19, mas no final o bloqueio decidiu, só que para a Sérvia, marcando 25 a 23. 

No tie-break, o Brasil começou arrasador, com 5 a 0 no placar. O set segiu com esse ritmo e, assim como nos outros sets, o bloqueio colocou números finais ao jogo. Com mais um ponto no fundamento, a seleção marcou 15 a 5 e liquidou a partida. 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG