Murilo diz não entender saída de patrocinadores de Florianópolis

Após perder os investimentos da Sky e do grupo Cimed, equipe catarinense corre o risco de encerrar as suas atividades

Luís Araújo, iG São Paulo |

AE
Murilo, ponteiro da seleção masculina
Dias após perder o patrocínio da Sky, o time de Florianópolis recebeu a confirmação de que também não contará mais com o apoio da Cimed. Sem os dois investidores, a equipe catarinense, campeã da Superliga masculina quatro vezes nas últimas sete temporadas, corre o risco de encerrar suas atividades. Nesta sexta-feira, o ponteiro da seleção brasileira masculina de vôlei Murilo lamentou bastante a notícia e disse não entender o motivo da saída dos investidores.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“É uma notícia muito triste, é difícil entender como uma empresa abandona uma equipe após um tetracampeonato”, afirmou Murilo. “Tudo bem que o time foi eliminado nas quartas de final nos dois últimos anos, mas criou um vínculo forte com a cidade de Florianópolis, com os torcedores e com o próprio meio do vôlei”, completou.

Leia também: Com confiança e provocação, Cruzeiro e Vôlei Futuro fazem final

O ponteiro torce para que aconteça com o time de Florianópolis algo parecido com o que ocorreu com o Finasa/Osasco em 2009, na Superliga feminina. Na oportunidade, a equipe também perdeu patrocínio, mas acabou ganhou novos investidores e virou Sollys/Nestlé. O resultado desde então é bastante positivo: foram três finais e dois títulos – o mais recente foi conquistado no último final de semana .

“Espero que alguma empresa se solidarize com a perda da Cimed e não deixe acabar toda essa história que o time de Florianópolis criou. O vôlei vive um ótimo momento no Brasil, a gente precisa de mais empresas, mais investidores, e não perder o que temos”, concluiu Murilo.

Veja ainda:  Mais maduro, Michael quer responder crítica e preconceito com ouro

Ponteira da seleção brasileira feminina, Jaqueline fazia parte do Finasa/Osasco em 2009. Por isso, diz saber exatamente o que é passar por esta situação e reforça a torcida para que o time de Florianópolis possa continuar disputando a Superliga.

E mais:  Finalistas da Superliga apostam em volume e 'malucos' pelo título

“É uma tristeza muito grande para os jogadores e para o vôlei. Espero que isso seja repensado, pois trata-se de uma equipe de tradição, que ganhou muitos títulos e que pode vir a trazer muito mais para o vôlei”, declarou Jaqueline. 

    Leia tudo sobre: superliga masculinamurilojaqueline

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG