iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

06/10 - 18:03, atualizada às 18:57 06/10

Itália bate França e enfrenta Brasil na semifinal do Mundial
Os donos da casa aproveitaram-se dos contra-ataques desperdiçados da França e, apesar do susto no terceiro set, e venceram por 3 sets a 1

Aretha Martins, iG São Paulo

A semifinal do Campeonato Mundial masculino de vôlei está definida e, atedendo aos pedidos dos brasileiros, o rival da seleção de Bernardinho será a Itália. Jogando em Roma, os donos da casa venceram a França em 3 sets a 1, com parciais de 25/18, 25/20 25/27 e 25/19 e garantiram a sua vaga na briga pela final do torneio.

No começo, parecia que a Itália iria vencer com facilidade, já que a seleção da França, apesar de ter volume de jogo e recuperar bolas no fundo, não conseguiu finalizar os contra-ataques. O cenário mudou no terceiro set, quando os franceses venceram, abusando dos pontos de bloqueio. Mas a anfitriã do torneio mostrou a sua força, tirou uma vantagem de cinco pontos e acabou com a partida no quarto set.

Os ponteiros italianos foram o destaque da partida. Simone Parodi, que foi para o banco na vitória sobre os Estados Unidos, voltou a time titular e foi o maior pontuador, com 18 acertos (16 no ataque e dois no bloqueio). Já Cristian Savani fechou o jogo com 16 bolas no chão (15 no ataque e uma no saque).

A Itália, apontada por muitos como favorecida pela fórmula do Mundial, já que não encarou nenhuma das seleções líderes do ranking mundial nas duas primeiras fases do torneio, passou pelos atuais campeões olímpicos, os Estados Unidos, e pelos vices da Europa, nesta tarde. Agora, a dona da casa encara o Brasil na semifinal deste sábado, às 16h (horário de Brasília), em Roma. Na outra semifinal, Sérvia mede forças com Cuba, que eliminou a Bulgária do torneio.

O jogo
No primeiro set, a Itália começou melhor e, com os erros de conclusão nos contra-ataques da França, se distanciou no placar, marcando 8 a 3 e 16 a 11 nos tempos técnicos. A vantagem chegou a seis pontos e a Itália, superior no bloqueio (com quatro pontos na parcial), fechou com tranquilidade em 25 a 18.

Na segunda parcial, os franceses tentaram equilibrar no começo, mas logo os italiano voltaram a virar mais, principalmente pelas pontas, e abriram, chegando no 8 a 5 na primeira parada. A vantagem italiana aumentou com jogadas de meio com Sala e Mastrangelo e ace de Vermiglio (16 a 10 no segundo tempo). Os anfitriões seguraram a vantagem e venceram a parcial em 25 a 20, fazendo 2 a 0 no jogo.

Para a Itália, faltava um set para a semifinal. Para a França, a parcial significava um respiro a mais no mundial. E os visitantes não se entregaram. O levantador Pujol foi substituído por Toniutti e os franceses, pela primeira vez no jogo, chegara ao tempo na frente, com 8 a 7. Com bloqueios do central Le Roux, outra novidade no set (ele marcou seis pontos no fundamento na parcial), a França ampliou a diferença. A Itália só conseguiu a virada no 22 a 23, no erro de ataque de Le Roux. Mas o set era mesmo francês, que fechou em 27 a 25.

No quarto set, a França começou embalada com a vitória na parcial anterior e, encaixando melhor os contra-ataques, fez 10 a 5. Do outro lado, a Itália ainda acreditou no set e virou com dois pontos de Mastrangelo e um de Parodi (13 a 12). Logo depois, foi para o tempo com 16 a 13 no marcador. Os donos da casa se mantiveram na frente e venceram o set por 25 a e a partida por 3 sets a 1


Leia mais sobre: Itália França Campeonato Mundial Savani Parodi semifinal seleção brasileira

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Divulgação

us italia x franca savani

Savani
Atancante, um dos principais pontuadores da Itália no jogo, passa pelo bloqueio da França

Topo
Contador de notícias