iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

04/10 - 20:44

Brasil reconhece boa atuação dos tchecos em vitória

"A gente entrou para tentar atropelar, mas encontrou muita resistência", afirmou ponteiro Murilo, principal pontuador da seleção

Agência Estado

O Brasil não teve vida fácil nesta segunda-feira para começar com vitória a terceira fase do Mundial masculino de vôlei. Em Roma, a seleção brasileira precisou do tie-break para vencer a República Tcheca e admitiu a boa atuação do rival após o triunfo.

"A gente entrou para tentar atropelar, mas encontrou muita resistência. Acabamos ficando nervosos, erramos muito", afirmou o ponteiro Murilo, principal pontuador do time. Já o técnico Bernardinho lembrou a defesa forte dos checos. "Eles defenderam bem", reconheceu o comandante, que ainda reclamou do bloqueio brasileiro.

O levantador Bruno viu a equipe nervosa em quadra. "Faltou em certos momentos ter uma paciência, o que aconteceu depois no quarto set e no tie-break", disse ele, que dedicou o triunfo ao também levantador Marlon. "Esta vitória tem que ser dedicada a ele. Só nós sabemos o quanto foi difícil essa doença para ele", afirmou sobre o companheiro, que ainda não havia atuado no Mundial por causa de uma inflamação intestinal.

Antes titular, Marlon começou na reserva nesta segunda e comentou o seu retorno. "Fiquei muito preocupado (sobre a volta), mas ao mesmo tempo esse tempo todo parado eu fiquei mentalmente treinando", afirmou. "Sabia que eu voltando teria que dar um suporte para a equipe num momento decisivo", completou o levantador.

Na sequência da terceira fase do Mundial, o Brasil encara a Alemanha na quarta-feira. A seleção precisa da vitória para se classificar às semifinais sem depender de outros resultados. Murilo, que sentiu dores contra os checos, chegou a preocupar Bernardinho, mas garantiu que terá condições de atuar normalmente.

"Estou tranquilo, foi a volta das cãibras que estão me perseguindo", esclareceu o ponteiro. "Vai ser um jogo difícil, perdemos dois amistosos para eles", analisou o central Rodrigão sobre o rival, que também preocupa o treinador brasileiro. "A Alemanha é um time pesado de bloqueio, então vamos precisar dessa atenção", disse Bernardinho.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias