iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

24/02 - 16:23

Primeiro e segundo bloqueios da Liga se enfrentam nesta quinta

Sollys/Osasco enfrenta o Usiminas/Minas no ginásio José Liberatti, a partir das 19h30

Gazeta Esportiva

As atacantes de Osasco e Minas terão dificuldades para colocar as bolas no chão nesta quinta-feira (25), na quinta rodada do returno da Superliga Feminina. As paulistas lideram o ranking de bloqueios com 24,62% de eficiência, seguidas pelas mineiras (23,66%).

O confronto, que já decidiu a competição em três temporadas (2001/2002, 2002/2003 e 2003/2004), movimenta o ginásio José Liberatti a partir das 19h30.

Apesar de liderar a classificação geral, o Sollys/Osasco levou um susto na última rodada. Em Uberlândia, o time paulista foi derrotado pelo Praia Clube/Banana Boat por 3 sets a 1.

A equipe comandada pelo técnico Luizomar de Moura acumula 30 pontos, em 16 jogos - 14 vitórias e duas derrotas. O Pinheiros/Mackenzie (SP) tem a mesma campanha, mas perde no primeiro critério de desempate - o set average (divisão dos sets vencidos pelos perdidos), e está na segunda colocação.

Sollys/Osasco invicto em casa - Até agora na Superliga, o time da Grande São Paulo jogou nove vezes no ginásio José Liberatti, em Osasco, e ganhou todas. As duas derrotas da equipe paulista na competição foram fora de casa, diante do Sport/Banco BMG (PE), no Recife, e do Praia Clube/Banana Boat (MG), em Uberlândia. Por isso, o treinador Luizomar de Moura lembra que o fator casa é importante para o caminho da vitória.

"Voltaremos a jogar com o apoio da nossa torcida. Durante a última semana, não tivemos os resultados esperados. E o fator casa ajudou nisso. Jogamos contra o Vôlei Futuro, em Araçatuba, com o ginásio cheio. A torcida empurrou o adversário, que nos pressionou. Contra o Praia Clube, também jogamos com casa cheia e fomos derrotados. Nessas duas partidas, nossa equipe alternou bons e maus momentos", analisou o treinador, que quer aproveitar os dois próximos jogos em casa para alcançar mais vitórias na Superliga.

"O objetivo desta semana é buscar dois resultados importantes. O primeiro contra a Usiminas/Minas, uma equipe que está em ascensão e vem muito bem no segundo turno. A outra vitória que buscaremos será contra o Mackenzie, um time mais jovem. Precisamos manter o mesmo padrão de jogo nos dois confrontos. Esta será uma semana importante para ver se aprendemos todas as lições que a Superliga nos mostrou até agora", destacou Luizomar.

Usiminas/Minas ainda não perdeu no returno - O time mineiro vem embalado por uma sequência de cinco jogos sem perder. Até agora, a equipe não foi derrotada no returno. O time dirigido pelo técnico Jarbas Soares ocupa a quarta colocação, com 27 pontos em 16 partidas disputadas. Ganhou 11 e perdeu cinco delas.

Uma dessas derrotas foi justamente para o Sollys/Osasco. No turno, as equipes duelaram na Arena Vivo, em Belo Horizonte, e o time paulista levou a melhor por 3 sets a 0. O técnico Jarbas Soares está satisfeito com o bom desempenho da equipe nas últimas partidas, mas lembra que ainda há pontos para serem ajustados.

"O time está numa crescente, ganhando os jogos com boas atuações. Nossa cobrança será sempre para que cada atuação seja melhor que a do último jogo. Precisamos melhorar algumas coisas, como o nosso saque e a relação de levantamento com as estrangeiras Metcalf e Vargas", afirma Jarbas Soares.

Para a próxima partida Jarbas afirma que, apesar da evolução da Usiminas/Minas e da derrota da equipe paulista na última rodada, o time de Osasco ainda é o favorito para o confronto. Depois do duelo contra o Sollys/Osasco, a Usiminas/Minas terá pela frente o Pinheiros/Mackenzie. E Jarbas também destaca a qualidade do adversário.

"O Sollys/Osasco tem jogadoras de seleção brasileira e de alto nível, e o Pinheiros é o atual campeão paulista, uma equipe que bateu o próprio Sollys/Osasco. São dois times de qualidade. Temos a certeza de que teremos jogos complicados pela frente, e os adversários ainda levam a vantagem de jogarem em casa", analisa Jarbas.

A força das centrais no torneio - No ranking das 10 bloqueadoras mais eficientes da Superliga, quatro delas estarão em ação. A dominicana Vargas, central da Usiminas/Minas, é a segunda colocada, com 30,52% de aproveitamento.

Companheira de equipe e de posição, Natasha está na sexta colocação no fundamento, com 26,11%. Pelo Sollys/Osasco, Adenízia é a mais bem posicionada. A meio de rede ocupa a quinta colocação (26,96%). Outra central do time paulista, a campeã olímpica Thaisa é a 10ª colocada, com 23,53%.

Veja a tabela da quinta rodada do returno da Superliga Feminina:

18h00 - Pinheiros/Mackenzie x Mackenzie/Newton Paiva - Ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo
18h00 - São Bernardo x Unilever - Ginásio Adib Moysés Dib, São Bernardo do Campo (SP)
19h30 - Sport/Banco BMG x Pauta/São José - Ginásio Marcelinho Lopes, Recife (PE)
19h30 - Blausiegel/São Caetano x Macaé Sports - Ginásio Lauro Gomes, São Caetano do Sul (SP)
19h30 - Praia Clube/Banana Boat x Vôlei Futuro - Ginásio do Praia Clube, Uberlândia (MG)
19h30 - Sollys/Osasco x Usiminas/Minas - Ginásio José Liberatti, Osasco (SP)

*todos os jogos acontecem nesta quinta-feira, 25 de fevereiro.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias