iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

22/07 - 14:21

Brasil supera Taiwan e garante vaga nas semifinais

Seleção juvenil agora enfrenta a Bulgária, que também está classificada para a semifinal do Mundial

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A seleção brasileira juvenil feminina de vôlei segue com 100% de aproveitamento no Campeonato Mundial da categoria. Nesta terça-feira, o time nacional derrotou Taiwan por 3 sets a 1, parciais de 25/21, 24/26, 25/17 e 25/20, conquistando sua quinta vitória consecutiva na disputa.

Aliado ao triunfo da Bulgária sobre a Holanda por 3 sets a 0, o resultado garantiu ao Brasil uma vaga nas semifinais do Mundial. As búlgaras, por sua vez, também estão asseguradas entre as quatro melhores.

Acostumado à preparação para o confronto com equipes altas, nesta terça o Brasil teve que mudar a estratégia de jogo para enfrentar as rivais, que possuem média de altura de 1,72m, dez centímetros menor que a brasileira.

"Tivemos que diminuir a altura do bloqueio e alterar a movimentação da defesa. Foi preciso muita atenção para nos adequarmos ao estilo de jogo delas. Como são mais baixas e trabalham menos a bola de fundo, nos posicionamos mais à frente, mais perto da rede. Também procuramos bolas mais centrais, para dificultar o bloqueio adversário", explicou a levantadora Roberta.

Apesar da baixa estatura, as jogadoras de Taiwan apresentam grande potência de ataque. Uma das responsáveis pela eficiência da defesa brasileira, a líbero Le Pontes apontou a partida como a mais complicada deste campeonato.

"Este foi o jogo mais difícil até agora. O estilo de jogo delas é diferente do nosso. Tivemos que adiantar nosso posicionamento e apostar nas bolas rápidas", afirmou a líbero.

Perguntado sobre como se trabalhar com um time tão baixo, o japonês Sakakuchi Norima, técnico da equipe rival, foi bem direto. "Há 20 anos, o Brasil também não tinha uma estatura tão alta e utilizava a técnica do voleibol japonês como referência. Hoje, o Brasil conseguiu se desenvolver. Espero que aconteça o mesmo com as jogadoras desta equipe", comentou.

Nesta quarta, Brasil e Bulgária farão o primeiro jogo do dia, a partir das 18 horas (horári de Brasília). Já classificadas para as semifinais, as equipes buscarão a primeira colocação do grupo E.

"Ao contrário de Taiwan, a Bulgária apresenta um estilo de jogo mais parecido com o nosso. Teremos que voltar a uma marcação alta de bloqueio. Temos que ficar atentas também a atacante Vasileva, que pega muito bem na bola", alertou Roberta.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias