iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

16/01 - 16:20

Sada quer impugnar jogo contra o Vôlei Futuro

Clube mineiro afirmou que um erro de rotação da arbitragem prejudicou o time na derrota da última quarta

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Vôlei Futuro poderá ter sérios problemas na Superliga masculina de vôlei. Na manhã desta sexta-feira, o departamento jurídico do Sada/Cruzeiro/Vôlei entrou com um recurso de impugnação do jogo contra o Vôlei Futuro, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O confronto era válido pela primeira rodada do terceiro turno da Superliga 2008/2009.

A cúpula do Sada afirmou que, na partida, que aconteceu na última quarta-feira, um erro de rotação da arbitragem prejudicou o time. Naquele jogo, quando o placar marcava 11 a 7 para o Vôlei Futuro, no 4º set, houve a aplicação de dois cartões amarelos seguidos para cada equipe, o que implicaria em apenas um rodízio para cada time.

Entretanto, a arbitragem decidiu que o Sada deveria realizar os dois rodízios, enquanto que o Vôlei Futuro apenas uma rotação. O fato causou revolta no técnico Talmo Oliveira e no capitão Sandro, que alertaram por muitas vezes, mas não houve solução para o problema.

O advogado do Sada esclareceu a acusação. “A expectativa é que a gente consiga esse prazo para julgamento até o fim de janeiro ou início de fevereiro. Se obtivermos êxito, a partida é anulada e remarcada. Quando da exibição dos cartões amarelos, a equipe Sada Cruzeiro Vôlei fez uma rotação a mais do que deveria fazer, e isso modificou toda a estrutura dos atletas em quadra. O vôlei é como um jogo de xadrez, qualquer alteração equivocada no posicionamento dos atletas certamente acarreta prejuízo à equipe. A decisão da arbitragem desconsiderou a regra da modalidade, trazendo prejuízo técnico ao Sada/Cruzeiro/Vôlei, o que permite o pedido de impugnação da partida”, afirmou.

Após a partida, sentindo-se prejudicada, a equipe do Sada solicitou que as irregularidades fossem verificadas pela delegação da partida e que o jogo fosse retomado no momento em que aconteceram os erros. Porém, Eduardo Ribeiro, o supervisor do Vôlei Futuro, afirmou que não havia mais “clima” para o reinicio da partida.

Agora, enquanto espera uma decisão da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e do STJD, o Sada se prepara para enfrentar o Santander/São Bernardo, neste sábado, às 17 horas.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias