iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

21/11 - 15:27

Bernardinho valoriza pontos na final contra Minas

A sua equipe, o Rexona-Ades, enfrenta o rival neste sábado, a partir das 9h30, no ginásio do Tijuca Tênis

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Mais do que o título do primeiro turno da Superliga feminina de vôlei, o técnico Bernardinho Rezende valoriza os pontos que seu Rexona-Ades conquistará para os playoffs do torneio caso supere o Minas na decisão da fase neste sábado. As duas equipes enfrentam-se na 'decisão', a partir das 9h30, no ginásio do Tijuca Tênis, no Rio de Janeiro, com transmissão pela Sportv .

“O Minas é uma equipe jovem que dará trabalho. O que importa nessas finais de turno é vencer para somar pontos e isso nos beneficiar no playoff da competição, aí sim decisivo”, disse o técnico Bernardo Rezende. Com o elenco modificado desde a última temporada, Bernardinho sabe que ainda tem um grupo em ascensão, que ainda precisará crescer até os playoffs.

Para chegar à final do turno, o time carioca foi o primeiro colocado na chave A, vencendo seus cinco jogos contra Cativa/Pomerode, Mackenzie/Cia do Terno, Vôlei Futuro, São Caetano/Blausiegel e Brasil Telecom e tendo perdido apenas um set em 16 disputados. Dono de cinco títulos da Superliga, a equipe quer aumentar a coleção, mas sabe que a final do primeiro turno é apenas uma etapa.

A oposto Joycinha espera atuar bem em sua primeira final de Superliga na carreira, já que foi o melhor ataque e a maior pontuadora da última rodada. Joycinha deixou a quadra três vezes como a melhor jogadora nessa primeira fase da Superliga. “Será um jogo difícil, o Minas surpreendeu levando esta vaga para a final. Elas virão arriscando tudo e nós temos de estar preparadas”, comentou Joycinha, de 24 anos e 1,91m.

A ponta Érika acredita no potencial do Rexona-Ades e espera fazer uma boa partida. “O Minas é uma equipe jovem e virá com força e sem responsabilidade. Mas devemos ter foco no nosso jogo. Vamos estudar bem o adversário e criar uma estratégia”.

Apesar dos bons resultados no início da Superliga, a líbero Fabi prefere manter a cautela. A campeã olímpica comemora a invencibilidade do time, mas não acredita em favoritismo para a decisão. “Acho que foi um bom começo, mas sabemos que ainda tem muita competição para rolar. Estamos voltadas para os treinos, focadas no objetivo da equipe”, comentou Fabi.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo