iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

21/09 - 15:58

Campeões 'de todo jeito', Pedro e Harley não pensam em férias

Segundo a dupla, etapas no Oriente Médio são atraentes por conta da alta premiação paga

Gazeta Esportiva

GUARUJÁ - Ao contrário de Ana Paula e Shelda, campeãs da edição feminina do Circuito Mundial, Pedro Solberg e Harley não pretendem descansar tão cedo. 'Ainda falta muito trabalho este ano.

Temos seis etapas do Circuito Brasileiro a disputar, além de outras três no Circuito Mundial (Emirados Árabes, Bahrein e China). Mas não sei ainda se vamos em todas elas, já que são todas muito longe', comentou Pedro.

De acordo com a dupla, as etapas no Oriente Médio são atraentes por conta da alta premiação paga, ao passo que a disputa na China deve ser descartada por conta da maior distância. Trabalho, aliás, foi o que não faltou para os dois na partida que lhes garantiu o título do Circuito, diante dos alemães Brink e Dieckmann.

'Eu não tive um começo de jogo bom, mas o Harley me ajudou muito no primeiro set. Melhoramos e acho que até tivemos um pouco de azar em não fechar a etapa, apesar do mérito dos alemães em não dar mole. Depois, conseguimos manter um padrão e, a partir do segundo set, não cometemos mais nenhuma sequência de erros', comentou Pedro.

Harley concorda que a partida deste domingo foi duríssima e acabou sendo decidida nos detalhes. 'O confronto foi muito equilibrado porque a duas duplas se conhecem muito bem e cada um tem a tática para jogar com o outro. Mas ainda bem que saímos com a vitória', comemorou.

Brasil campeão mesmo com derrota - Em contrapartida, os alemães Brink e Dieckmann, únicos que poderiam tirar a taça da temporada dos brasileiros, revelaram que o desejo de férias é tão grande que, mesmo se vencessem neste domingo, iriam abdicar da disputa das três últimas etapas do ano, torneios que precisavam ganhar de qualquer jeito para ficar com o título.

'Estamos cansados e, como faz muito frio na Alemanha esta época, não teríamos como treinar ao ar livre. Por isso, teríamos que sair do país mais cedo para fazer essas longas viagens e isso seria bem desgastante', comentou Dieckmann.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar