iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

26/08 - 19:31

"Novatos" se preparam para grande responsabilidade

Bruno, Murilo e Samuel terão que assumir as vagas deixadas por jogadores que se despediram da seleção de vôlei

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Principais nomes da renovação pela qual a seleção brasileira masculina de vôlei irá passar nos próximos anos, o levantador Bruno, o ponteiro Murilo e o ponteiro/oposto Samuel começam a ter noção da responsabilidade que assumirão ao substituir uma geração tão vitoriosa do vôlei verde-amarelo. O processo já começou, com as despedidas de Anderson e Gustavo após as Olimpíadas de Pequim.

De acordo com eles, o segredo é um só. "Temos que trabalhar tanto ou mais ainda do que essa geração. Esse é o nosso lema", comentou Bruninho, filho do técnico Bernardinho - após a final em Pequim, ele foi um dos atletas que mais sentiram a perda do ouro. "Se eu tiver que ser um dos caras que vai ter que puxar o grupo, ser um dos líderes, eu vou fazer com o maior prazer. O que eu quero é ajudar o Brasil a continuar onde eles continuar no próximo anos", emendou.

Um dos destaques do time em Pequim, Murilo acredita que esse processo não será radical. "Ainda é cedo para eu pensar em ser titular. Estou feliz com a minha atuação na minha primeira Olimpíada e a gente se preparou bem como um todo. Porém, pensar em ser titular ainda não é o momento", insistiu o atleta.

Samuel, por sua vez, concorda. "Vamos conquistado o nosso espaço, pois o grupo ainda não vai se modificar por completo neste próximo ciclo", destacou o atleta, que, assim como os outros "novatos", ganhou uma dica do técnico Bernardinho. "As renovações são naturais, mas os jovens não podem perder a referência de nomes como o Gustavo", opinou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias