iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

26/08 - 18:31

Repatriado, Escadinha mostra orgulho com prata

Com problemas de adaptação na Itália, líbero da seleção brasileira vai atuar pelo Santander/São Bernardo

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Líbero da seleção brasileira masculina de vôlei e um dos pilares da equipe nacional, o líbero Sergio Escadinha confirmou nesta terça-feira que foi mais um atleta a ser repatriado. "Assinei com o Banespa por dois anos", comentou o novo jogador do Santander/São Bernardo, antigo Banespa.

Escadinha que estava insatisfeito na equipe do Piacenza, vice-campeã italiana, porque sua esposa e ele tinham dificuldades de adaptação ao país. O grande problema para a volta do líbero era com o rompimento do contrato sem o pagamento da alta multa rescisória. "Resolvi isso porque eu ainda tinha dois anos de contrato", justificou o atleta, que já se apresenta na semana que vem.

Sobre a conquista da medalha de prata olímpica, o jogador se disse orgulhoso, mesmo que o adorno seja de prata e não de ouro. "Não há nenhum frustração. Pelo contrário, eu me sinto orgulhoso de ter duas medalhas olímpicas. Quando eu for mais velho, eu vou contar para meus filhos e netos que tenho duas medalhas olímpicas. Quantos atletas no Brasil conseguiram isso?". questionou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo