iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

27/07 - 12:32

Jogadores se desculpam por 'fracasso'

"Quero pedir desculpas por esse fracasso, esse vazio", comentou Bruninho após a derrota para a Rússia

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O levantador Bruno definiu e os companheiros de seleção brasileira de vôlei concordaram. Para a equipe campeã olímpica e acostumada a ocupar o pódio em todas as competições que disputa, o quarto lugar na Liga Mundial foi um fracasso.

Neste domingo, o Brasil foi superado pela Rússia por 3 sets a 1, um dia após perder por 3 sets a 0 para os Estados Unidos.

"Estivemos abaixo do que nós somos. Quero pedir desculpas por esse fracasso, por esse vazio", disse o jogador à Sportv. Bruno teve de assumir a posição em definitivo no quarto set após a saída do titular Marcelinho com problemas no pescoço. Gustavo também confessou sua frustração com o desempenho. "Tínhamos grande expectativa. Fracasso foi porque você pode perder, mas não desta forma. Não é o Brasil, não é o Gustavo".

O meio-de-rede Rodrigão, que retorna aos poucos de uma cirurgia no joelho, acredita que o grupo ainda sentiu o baque pela derrota para os Estados Unidos na semifinal. "O time jogou hoje com a derrota de ontem na cabeça. A gente não conseguiu esquecer", admitiu.

Análise parecida faz o técnico Bernardinho, que pediu desculpas à torcida. "O time não conseguiu se recuperar", justificou. "Este time merecia fechar o ciclo com um pódio aqui no Brasil e pedimos desculpas para o público".

Apesar de abatido pelo resultado inesperado, André Heller fez questão de destacar o orgulho de integrar o grupo. "Postura e vontade este grupo tem, isto vem no pacote", afirmou, minimizando a interferência da derrota anterior no jogo de hoje. "Não acho que tenha sido isto. Estados Unidos e Rússia foram superiores".

A opinião encontra respaldo na análise do capitão Giba. "O time tentou, foi para cima, o que me deixa, entre aspas, mais tranqüilo". Já o levantador Marcelinho resumiu em uma frase os motivos das derrotas. "Os adversários colocaram dificuldades que não soubemos superar".


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo