iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

14/06 - 17:34

Prestes a sair, Gustavo reconhece surpresa com escalação sérvia
Capitão da seleção brasileira neste final de semana, uma vez que Giba está machucado, o meio-de-rede Gustavo Endres confessou que o fato de a Sérvia não ter colocado em quadra seus três principais jogadores (o levantador Grbic, o meio-de-rede Geric e o oposto Miljkovic) surpreendeu e confundiu as ações do time verde-amarelo neste sábado.

Gazeta Esportiva

Mesmo atuando em casa, o Brasil precisou do tie-break para sair de quadra com a vitória.

“Para nós, jogadores, foi uma surpresa eles começarem com o time quase reserva, pois não conhecíamos bem a maior parte dos que estavam em quadra, especialmente o levantador. Não sabíamos muito bem o que ele faria e só fomos pegando isto durante o jogo”, comentou o jogador, para quem o Brasil ainda tem muito a melhorar. “Erramos muitos saques bobos, de só colocar a bola em quadra, e isso só pode acontecer se estivermos forçando”, destacou.

O central chamou a atenção para o oposto Sasa Starovic, que mesmo tendo apenas 19 anos, não sentiu a pressão de jogar em um ginásio lotado por torcedores adversários e marcou 26 pontos - ao lado do brasileiro André Nascimento, ele foi o maior pontuador da partida. “A Sérvia é um time jovem que jogou muito, especialmente o oposto. Ele conseguiu bolas importantes e nós não conseguimos marcá-lo”, admitiu.

Bem-humorado, Dante revelou que Starovic não era um total desconhecido para ele. “Eu tive a chance de jogar contra ele na Champions League (principal campeonato entre clubes da Europa)”, revelou o atleta do Panathinaikos, da Grécia, que deu a receita para pará-lo neste domingo. “Se o matarmos duas vezes no bloqueio, ele sente. Mas hoje nós o deixamos jogar e ele rodou umas bolas altas. Além disto, ele é canhoto, como o André Nascimento, o que é um diferencial”, explicou.

Levantador titular, Marcelinho não se surpreenderia com a derrota. “A gente estudou a Sérvia, mas eles entraram com uma equipe mista e sem resposabilidade. Pela fase em que estamos, de muito trabalho físico, jogamos até melhor que o esperado”, declarou.

O técnico Bernardinho, por sua vez, avaliou a partida como um bom teste. “Foi um teste importante porque este é um time novo, mas com jogadores experiente e que hoje jogou sem três de seus principais jogadores. Apesar de terem errado um pouco, eles mantiveram um saque consistente e forte, o que é bom para nos treinar”, acredita.

Turnê de despedida - Um dos principais jogadores do time nacional nos últimos anos, Gustavo começou neste sábado sua despedida da equipe verde-amarela. O jogador já anunciou que tem planos de deixar a seleção logo após as Olimpíadas de Pequim.

“Estou tentando viver tudo ao máximo, o público e até mesmo o caminho do ônibus para o hotel...”, confessou o meio-de-rede, que, ao menos por enquanto, acredita que a despedida será definitiva.
 
“Não tenho planos de ficar fora apenas um ano e depois voltar. Claro que eu posso mudar de idéia, mas hoje eu não quero disputar o Mundial de 2010. Vou sentir falta, mas tudo o que eu fiz pela seleção está na hora de eu fazer pela minha família”, justificou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo