iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

13/06 - 17:53

Sem Giba, Brasil estréia na Liga Mundial diante da Sérvia
Desfalcada do ponta Giba, que machucou o tornozelo esquerdo, o Brasil enfrenta a Sérvia sábado e domingo no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, na estréia pelo grupo A da Liga Mundial de vôlei.

EFE

SÃO PAULO - Giba se machucou no treino de quarta-feira, ao pisar em cima de uma bola, e sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo. O jogador começou tratamento no mesmo dia e só deve retornar de três a quatro semanas.

País-sede da fase final, entre os dias 23 e 27 de julho no Maracanãzinho, o Brasil quer superar o trauma de 2002, quando recebeu a decisão do torneio e caiu diante da Rússia na decisão. A partir daquele ano, a equipe sempre foi campeã, e tenta o hexa.

Mesmo assim, o técnico Bernardinho já disse que a competição servirá de laboratório para os Jogos Olímpicos de Pequim, pois tentará defender o ouro conquistado há quatro anos em Atenas.

Além da Sérvia, o Brasil enfrenta França e Venezuela nesta chave.

Já os sérvios, que chegaram a São Paulo com sua força máxima, esperam surpreender e sair com pelo menos duas vitórias. Porém, o retrospecto não ajuda: de 30 jogos entre os dois países, o Brasil saiu com o triunfo em 25, sendo que está invicto nos confrontos diretos desde 2000.

O treinador da Sérvia, Igor Kolakovic, optou pelos jogadores mais experientes - entre eles o meio-de-rede Geric, de 33 anos e com 132 jogos da Liga Mundial.

Os dois jogos ocorrem às 10h de Brasília.

Depois dos jogos contra a Sérvia, a seleção viajará para Paris, e enfrentará a França nos dias 20 e 21. No fim de semana seguinte, os adversários serão os venezuelanos, em Caracas.

Completando a participação internacional na Liga Mundial, o Brasil pega a Sérvia, dia 4 de julho, em Belgrado, e no dia 6, em Novi Sad.

Na seqüência, a equipe enfrentará a França, em Belo Horizonte, nos dias 12 e 13 de julho. Na última rodada, Brasil e Venezuela duelarão nos dias 19 e 20 de julho, em Goiânia.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo