iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

13/06 - 02:06

Fofão pára por três semanas e deve perder metade do Grand Prix
A ressonância magnética por que passou Fofão nesta quinta-feira, apontou algo pior do que pensava a comissão médica da seleção brasileira feminina de vôlei.

Gazeta Esportiva

A experiente levantadora teve constatada uma contusão óssea no joelho esquerdo e desfalcará a equipe verde e amarela por pelo menos três semanas, ficando de fora das primeiras rodadas do Grand Prix, na Ásia.

Fofão sentiu a lesão durante o amistoso entre Brasil e Estados Unidos na noite de quarta-feira. As comandadas do técnico José Roberto Guimarães venceram as rivais por 3 sets a 2 (parciais de 25/20, 21/25, 25/23, 21/25 e 17/15), mas a capitã da equipe chocou seu joelho com a nuca da líbero Fabi no quarto set.

A levantadora foi submetida a uma radiografia logo depois da partida, e os médicos da seleção brasileira descartaram um problema mais grave, como fratura. Por segurança, atleta de 38 anos foi submetida a uma ressonância magnética, que acusou uma contusão óssea no joelho esquerdo, atingindo também a tíbia e o fêmur da atleta.

“É certo que ela ainda não tem condições de jogo”, declarou André Batista, médico da seleção brasileira feminina, que preferiu não estipular uma data para o retorno da jogadora. “Esperamos que ela volte dentro de três semanas, mas tudo vai depender da recuperação dela”, complementou.

Sendo assim, Fofão desfalcará o Brasil nos dois próximos amistosos do Brasil contra as norte-americanas, nas noites de sexta-feira e sábado. Se as expectativas do médico da seleção se confirmarem e Fofão voltar apenas em três semanas, Fofão perderá as seis primeiras partidas da equipe no Grand Prix, que se inicia em 20 de junho.

A levantadora só voltará em 4 de julho, contra a República Dominicana, na etapa de Macau, a última da primeira fase. Ela desfalcará o time nacional nos jogos contra Tailândia, Alemanha e China (na chinesa Ningbo); Cazaquistão, Turquia e novamente Alemanha (em Vinh Phuc , no Vietnã).

Classificam-se para a fase final do Grand Prix o Japão (país sede) e as cinco primeiras seleções da tabela de classificação. A etapa decisiva da competição acontecerá na cidade de Yokohama, entre 9 e 13 de julho.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo