iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

12/06 - 13:45

Rodízio prevê reservas apenas contra Venezuela e França fora
A torcida brasileira pode comemorar. Ao contrário do que ocorreu na preparação para os Jogos Pan-americanos, no ano passado, o técnico Bernadinho pretende colocar os titulares da seleção brasileira masculina de vôlei em quadra nos jogos da primeira fase da Liga Mundial que serão realizados em território verde-amarelo.

Gazeta Esportiva

De acordo com o assistente-técnico Ricardo Tabach, os principais atletas só não devem atuar nas quatro partidas que o time vai realizar fora de casa contra a França e Venezuela, programados respectivamente para os finais de semana dos dias 20/21 de junho em Paris e 28/29 do mesmo mês em Caracas.

“Já está definido que os titulares nem viajam para fora do país inicialmente. Esta primeira viagem é de três semanas e o grupo base vai ficar treinando em Saquarema. No terceiro, contra a Sérvia fora de casa, já vai todo mundo. Lá, o time se junta e faz a preparação final”, comentou Tabach, ressaltando que o ponteiro Nalbert faz parte do grupo que viaja para o exterior já na próxima semana. Alegando ter um compromisso, Bernardinho se retirou do ginásio do Ibirapuera logo após o treino da manhã desta quinta sem falar com a imprensa.

A decisão significa que os torcedores que comparecerem ao ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, neste final de semana para os dois jogos contra a Sérvia terão a oportunidade de ver ao vivo o melhor do vôlei brasileiro, duas vezes campeão olímpico e mundial. O mesmo acontecerá com os fãs que forem ao Mineirinho, em Belo Horizonte e a Goiânia acompanhar os duelos contra França (12/13 de julho) e Venezuela (18/19 de julho).

Na sequência, o grupo viaja ao Rio de Janeiro, onde disputará as finais da competição (independente dos resultados, a vaga já está assegurada pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB). Nesta quinta-feira pela manhã, os jogadores treinaram em São Paulo, com o time titular composto por Marcelinho (Bruninho entrou em algumas oportunidades), André Heller, Gustavo, Dante, André Nascimento, Escadinha e Giba - este último, porém, não deve jogar por conta de uma torção no tornozelo sofrida ao pisar em uma bola. Murilo, que chegou a atuar junto com o grupo após a lesão de Giba, é o principal candidato a substituí-lo.

“A idéia deste treino foi jogar de acordo com o horário das partidas (programadas para 10 horas (horário de Brasília) do sábado e domingo) treinando essa parte coletiva e tática. Fizemos isso a semana todo para poder adaptá-los. Também quisemos fazer com que os atletas se acostumem ao Ibirapuera, que é maior que os que eles estão habituados lá em Saquarema”, explicou Tabach.

A seleção masculina de vôlei volta a treinar na parte da tarde e na manhã desta sexta. “À tarde, a gente vai treinar mais tecnicamente, os fundamentos... Vamos separá-los em dois grupos, o dos passadores e o dos levantadores, centrais e opostos vão treinar defesa e fazer um trabalho mais específico na parte técnica”, explicou Tabach.

“No momento, a principal diferença nossa com relação aos adversários e aos anos anteriores é o ritmo de jogo. Tecnicamente e fisicamente, o grupo treinou muito forte em Saquarema. Taticamente, ainda vamos nos ajustar porque este é o primeiro jogo depois de muito tempo, mas a principal dificuldade será ritmo de jogo. Entrosamento é relativo, pois eles atuam juntos há muito tempo”, destacou o auxiliar de Bernardinho.

Leia mais:
Giba se machuca em treino e deve ficar fora da estréia

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo