Tamanho do texto

Tenista dinamarquesa nunca tinha perdido em seu país, mas caiu com um duplo 6/4 para a 15ª do ranking

Duas vezes vencedora do WTA de Copenhague nos últimos dois anos, Caroline Wozniacki, ex-número 1 do mundo, não foi páreo para a alemã Angelique Kerber e acabou superada neste domingo, na decisão do torneio, com duplo 6/4. Jogando em casa, a tenista dinamarquesa nunca havia perdido - eram 14 vitórias consecutivas.

Carolina Wozniacki e Angelique Kerber seguram seus troféus em Copenhague
AP
Carolina Wozniacki e Angelique Kerber seguram seus troféus em Copenhague

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

Na decisão do WTA, Wozniacki havia eliminado a croata Petra Martic em 1h08min de partida, com quatro break-points e se aproveitando do fraco desempenho da adversária nos saques. Neste domingo em 1h38min, a história foi diferente, e Kerber - que venceu Jelena Jankovic anteriormente - converteu seis break-points e falhou no saque, mas viu a dinamarquesa ainda pior nos serviços.

Leia mais:  Bellucci conta com desistências e 'ganha' vaga em Madri e Roma

A final em Copenhague foi a primeira da tenista dinamarquesa na temporada. O último título foi em agosto de 2011 e, por isso, a classificação da WTA pulou da primeira para a sexta colocação. Atual 15ª do mundo, Kerber não teve o apoio da torcida, mas conseguiu sua segunda conquista na temporada (antes, havia conquistado o Aberto de Paris).

Análise e opinião sobre o mundo do tênis no blog do Paulo Cleto

Na França, Kerber também bateu uma nativa: Marion Bartoli. Antes do início do torneio, a dinamarquesa Wozniacki garantiu não haver vantagens em atuar no próprio País.