Partida de quase três horas de duração levou a 318ª do mundo à semifinal do ITF paulista pela segunda vez na carreira

A melhor tenista rankeada do Brasil, Ana Clara Duarte, não conseguiu passar das quartas de final da MasterCard Tennis Cup, em Campos do Jordão. Ela perdeu de Vivian Segnini, quarta atleta do país na WTA, por 2 a 1, com parciais de 3/6, 7/5 e 6/2.

A partida de quase três horas de duração levou a 318ª do mundo à semifinal do ITF paulista pela segunda vez na carreira, repetindo o feito de 2008. Ela enfrenta a venezuelana Adriana Perez, que ganhou da argentina Andrea Benitez, oitava cabeça de chave do torneio, pelo mesmo placar (6/3, 2/6 e 7/5).

"Não conheço muito bem a Perez, mas me sinto muito bem em Campos e espero fazer minha primeira final aqui. É sempre difícil ganhar da Ana Clara, então foi uma vitória muito importante. Quando ela sacou em 5/3 no segundo set, tive que me superar e a força do meu treinador (Eduardo Frick) foi muito importante. Ele não está comigo em todos os torneios, mas é sempre bom ter alguém apoiando de perto. A partir daquele game, joguei o meu melhor tênis", contou a única brasileira remanescente em Campos.

A outra semifinal será disputada entre a paraguaia Verônica Cepede Royg, vencedora das quartas de final contra a chilena Andrea Koch-Benvenuto (4/6, 6/4 e 6/4), e Andrea Gamiz, melhor tenista venezuelana da atualidade. Ela despachou a brasileira Roxane Vaisemberg, que enfrentou problemas com uma bolha no pé, por 2 a 0, com parciais de 6/2 e 6/3.

"Tentei de tudo, mas não estava conseguindo jogar, a bolha virou um corte grande e nem mesmo a proteção colocada pelo departamento medico foi suficiente para estancar o sangramento e a dor", lamentou.

As semifinais serão realizadas neste sábado, junto ao primeiro dia do qualyfing masculino.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.