Francês brilhou no terceiro set e voltou a vencer o suíço, dessa vez no Masters 1000 do Canadá

O francês Jo-Wilfried Tsonga mostrou mais uma vez a força dos seus golpes de direita e, com um terceiro set praticamente impecável, bateu o suíço Roger Federer por 2 sets a 1, parciais de 7/6 (3), 4/6 e 6/1, na reedição das quartas de final de Wimbledon 2011, em duelo válido, desta vez, pelas oitavas do Masters 1000 do Canadá.

Falando sobre aquele triunfo por 3 sets 2, primeira vez em que Federer perdeu uma partida em que abriu 2 sets a 0, antes do embate desta quinta, ambos os tenistas classificaram como um 'jogo atípico'. Tsonga, no entanto, mostrou muita disposição, mesmo quando esteve atrás no placar, e conseguiu repetir a 'façanha'.

Agora ele encara o espanhol Nicolás Almagro, que eliminou Richard Gasquet por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (5) e 6/3.

Tsonga comemora vitória sobre Federer no Canadá
AFP
Tsonga comemora vitória sobre Federer no Canadá

O Jogo
A partida começou muito equilibrada, com games rápidos e decididos pelos bons saques de ambos os lados. A igualdade durou até o décimo segundo game, quando Federer resolveu pressionar o serviço de Tsonga e obteve duas chances de quebra. Contando com um potente serviço, o francês conseguiu se recuperar e levou a decisão para o desempate.

No tie break, Federer já abriu sofrendo um mini-break, após grande devolução de Tsonga, que confirmou seus saques seguintes. O suíço pontuou com um ace, mas perdeu mais um serviço em outra grande devolução do adversário, que apenas manteve a sua boa vantagem para fechar em 7 a 3.

Na segunda parcial, o ex-número um do mundo voltou disposto a decidir rapidamente e quebrou o serviço do adversário logo no terceiro game, abrindo diferença de 3 a 1 após confirmar seu saque. Tsonga ainda lutou bastante, deu trabalho nos games finais, mas desperdiçou quatro chances de quebra antes de ser derrotado em 6/4.

Na parcial decisiva, quem veio disposto a decidir foi o francês. Após confirmar seu saque, ele teve duas chances de quebra evitadas por Federer, mas aproveitou um vacilo do rival para conseguir o 2 a 0. Abusando dos golpes de direita, Tsonga ainda quebrou o rival outra vez para fechar em tranquilos 6 a 1.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.