Tamanho do texto

Brasileira recebeu um anel do Hall Internacional da Fama do Tênis, grupo no qual está desde 1978

Maria Esther Bueno, maior tenista brasileira da história, foi homenageada, nesta quarta-feira, em Nova York. E não poderia haver melhor local para a cerimônia. Foi na cidade que a verde-amarela conquistou quatro títulos do Aberto dos Estados Unidos.

Maria Esther recebeu um anel do Hall Internacional da Fama do Tênis. O presidente da entidade, Chris Clouser, foi o responsável pela entrega. A ex-atleta tem o nome introduzido no seleto grupo desde 1978.

Além de tetracampeã do US Open na chave de simples, a tenista atualmente com 71 anos levantou por três vezes o troféu de Wimbledon. Nas duplas, ela sagrou-se campeã em todos os quatro torneios de nível Grand Slam. 

No mesmo dia em que a carreira de Maria Esther foi relembrada, outro brasileiro teve uma boa notícia para também ser reconhecido. Gustavo Kuerten foi indicado para o mesmo Hall da Fama Internacional. O 'manezinho' terá de ser aprovado em uma votação que abrangerá a imprensa internacional.