Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Tenista jamaicano se naturaliza alemão e deixa país sem representantes na ATP

Dustin Brown é nascido na Alemanha, mas vive na Jamaica desde os 11 anos. Ele entrou em rota de colisão com a federação local por falta de apoio

Gazeta Esportiva |

Uma das sensações da edição 2010 do torneio Aberto dos EUA, muito mais pelo seu visual que pelo tênis jogado em quadra, o jamaicano Dustin Brown se naturalizou alemão e deixou o país da América Central sem nenhum representante na ATP (Associação de Tenistas Profissionais).

Brown é nascido na Alemanha, mas vive na Jamaica desde os 11 anos de idade. O tenista representa o país caribenho desde o início da sua carreira profissional, mas entrou em rota de colisão com a federação de tênis local pela falta de apoio recebida pelos dirigentes de seu país.

No site da ATP, o tenista aparece com a nacionalidade alemã, ainda que esteja qualificado como jamaicano na busca do ranking mundial masculino. Na procura por tenistas alemães, Brown, atual número 103 do mundo, ainda não aparece. Como melhor resultado da carreira, ele tem um título nas duplas do ATP 250 de Metz, ao lado do holandês Rogier Wassen.

Fora de quadra, o atleta chegou a declarar que seria tão famoso quanto o astro do atletismo Usain Bolt na Jamaica. Dustin ficou famoso ao perder para o britânico Andy Murray no aberto norte-americano e ainda assim comemorar o resultado.

Leia tudo sobre: tênis - atp

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG