Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Tenista austríaco é banido por manipulação de resultados

Austríaco Daniel Koellerer violou as regras do Programa Anticorrupção do Tênis em três ocasiões, entre outubro de 2009 e julho de 2010

AE |

selo

O tenista austríaco Daniel Koellerer foi banido do esporte nesta terça-feira, após ser considerado culpado da tentativa de manipulação de resultados. Aos 27 anos, ele ocupa atualmente a 385ª colocação no ranking mundial, mas já chegou a ser o número 55 em 2009 - não tem nenhum título no circuito profissional da ATP.

A punição a Koellerer foi imposta pela TIU (sigla em inglês para Unidade de Integridade do Tênis), que foi formada em parceria pela ITF (Federação Internacional de Tênis), pela ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) e pela WTA (Associação Feminina de Tênis) para combater os casos de manipulação de resultados e corrupção no esporte.

Segundo o comunicado divulgado nesta terça-feira pela TIU, Koellerer violou as regras do Programa Anticorrupção do Tênis em três ocasiões, entre outubro de 2009 e julho de 2010 - não foram revelados os jogos que ele teria tentado manipular. Assim, o austríaco foi banido do esporte e ainda recebeu multa de US$ 100 mil.

Nesta temporada, Koellerer disputou apenas torneios da série Future, que distribuem as menores pontuações e premiações no circuito mundial de tênis. Durante a carreira, ele ainda ficou marcado pela acusação de racismo do brasileiro Júlio Silva, a quem teria chamado de "macaco" em jogo no ano passado.

Leia tudo sobre: atpdaniel koellererbanido

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG