Tamanho do texto

Apesar da seca de títulos, treinador fez avaliação positiva do primeiro semestre do tenista suíço

Dono de 16 títulos de Grand Slam, Roger Federer venceu apenas um torneio nesta temporada, o ATP 250 de Doha, e chegou a outras duas finais. Número três do mundo e longe da briga pelo topo, o suíço caiu de rendimento em relação aos anos anteriores. Apesar disso, seu técnico, Paul Annacone, acredita que o tenista vem fazendo uma boa temporada.

Em entrevista ao jornal norte-americano Sag Harbor Express , Annacone fez uma avaliação positiva quanto ao primeiro semestre do pupilo e comentou também a preparação para o restante da temporada, principalmente para o Aberto dos Estados Unidos, em setembro.

"Bem, agora eu espero que ele esteja trabalhando apenas no seu bronzeado", brincou Annacone, sobre o tempo de descanso do suíço. "Estamos treinando forte desde o início de abril, sem interrupções significativas", disse o técnico, justificando as férias de Federer, que, uma semana após Wimbledon, ainda jogou pela Copa Davis.

De acordo com Annacone, Federer irá descansar por uma semana e meia e então passará a treinar em quadra dura, visando aos torneios norte-americanos, em especial o US Open. Para o treinador, o suíço deve chegar com status de favorito a Flushing Meadows.

"Ele já ganhou 16 títulos de Grand Slam, então eu não vejo nenhuma razão pela qual não deve estar pronto para jogar em Nova York", declarou o treinador, que vê positiva a temporada de Federer. Para ele, o que falta ao suíço é estratégia.

"Roger fez a semifinal no Aberto da Austrália e foi finalista em Roland Garros", defendeu Annacone. "Nestes dias, há uma linha tênue entre a derrota e a vitória. Federer depende muito do mental e para mim esta é a parte mais importante do nosso diálogo. Obviamente vamos fazer um bom trabalho físico e trabalhar em cima de seus principais rivais (Rafael Nadal e Novak Djokovic), a ênfase será a estratégia", concluiu.