Norte-americana já não disputa uma partida desde julho do ano passado, por causa de duas operações no pé

selo

Serena Williams não disputará a edição deste ano de Roland Garros, Grand Slam que começa no próximo dia 22. Os organizadores do torneio realizado em Paris confirmaram nesta quinta-feira a ausência da tenista norte-americana, que não joga desde julho do ano passado por causa de duas operações no pé, além de ter sido internada no início de março por causa de coágulos de sangue em seu pulmão.

Como não irá se recuperar a tempo de jogar na França, Serena foi substituída na chave principal de Roland Garros pela japonesa Junri Namigata. Por causa do longo tempo sem atuar, a ex-número 1 do mundo no tênis segue em franco declínio no ranking da WTA - hoje ocupa a 17.ª posição.

Já Venus Williams, irmã mais velha de Serena, continua com a sua participação em dúvida no Grand Slam. Sem atuar desde janeiro, quando jogou o Aberto da Austrália, ela ainda se recupera de uma grave lesão no quadril. Por causa dela, a tenista teve a sua ausência confirmada no Torneio de Bruxelas, que será realizado na próxima semana e servirá de preparação para Roland Garros.

Além de Serena, outra tenista de destaque no circuito profissional que confirmou ausência em Roland Garros foi a russa Dinara Safina. Ela anunciou que se retirou do tênis por tempo indeterminado para tratar de uma crônica lesão nas costas. Com isso, a britânica Anne Keothavong irá substituí-la na chave principal do torneio francês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.