Tamanho do texto

Paulista sofreu um 'pneu' no primeiro set, mas conseguiu se recuperar e venceu os dois seguintes

Depois da heróica vitória de João Souza, o Feijão, na abertura do ATP 250, em Viña Del Mar, na segunda-feira, dois brasileiros foram ao piso de saibro chileno para a abertura da etapa latino-americana do torneio nesta terça. Enquanto Rogério Dutra Silva, o Rogerinho virou após ter sofrido um 'pneu' e acabou vencendo o argentino Maximo Gonzalez, Ricardo Mello foi à quadra no início da noite, mas caiu diante de Diego Junqueira.

Veja também: Fisiologistas já 'liberam' Djokovic e Nadal

O paulista Rogerinho estreou na chave principal do ATP 250 sofrendo um 'pneu' (6/0) no primeiro set, mas se recuperou com parciais de 7/6 (7/3) e 6/3 após uma partida com duas horas e 52 minutos de duração. No segundo set, o brasileiro chegou a sacar vencendo por 5/3, mas acabou perdendo o set point e só se recuperou no tie break.

Após passar da fase classificatória, Rogerinho enfrenta o espanhol Albert Montañes, cabeça de chave 5. Montañes derrotou o quali Ruben Hidalgo nas preliminares por 6/2 e 6/4.

Leia mais sobre tênis no blog do Paulo Cleto

No início da noite, Ricardo Mello, número dois do Brasil e 102 do mundo, foi à quadra enfrentar o argentino Diego Junqueira, número 125 do ranking da ATP. Com apenas uma hora e 15 minutos de partida, o campineiro acabou derrotado por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2. Nas oitavas, Junqueira duela com o cabeça de chave número 7 Carlos Berlocq ou Daniel Gimeno-Traver.

Apesar da queda de Ricardo Mello, o Brasil terá três representantes na próxima fase do ATP 250 de Viña Del Mar: João Souza, o Feijão, Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, e Thomaz Belucci, número 1 do Brasil e atual 31º do ranking da ATP.