Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Renovado, Roger Federer está pronto para nova batalha em Dubai

Suíço é o cabeça-de-chave número 1 no torneio, que também irá contar com o atual campeão, Djokovic

Reuters |

Roger Federer apagou sua derrota no Aberto da Austrália para Novak Djokovic e diz que se sente mais pronto do que nunca para enfrentar os desafios da temporada.

O número 2 do mundo, vencido por Djokovic em sets diretos em seu confronto na semifinal em Melbourne, volta a competir no torneio de Dubai esta semana, com o objetivo de reaver o título que ele venceu pela última vez em 2007.

"Não passei muito tempo pensando no jogo com Novak", disse Federer aos jornalistas. "Foi mais em geral sobre o primeiro mês do ano, pensar como tinha sido. Eu me senti bem fisicamente. Saí do torneio (Aberto da Austrália) me sentindo bem, ainda que obviamente é um desapontamento perder."

"Depois da partida, eu me senti bem, embora tenha sido muito intenso. Não foi sempre assim. Às vezes, você sai de torneios e se sente machucado, cansado, exausto. Não me sentir assim foi algo muito positivo para mim."

"Acho que Novak jogou muito bem. Foi uma disputa apertada e nós já fizemos várias no passado. Esta última foi a favor dele, mas a temporada é muito longa, então, não há razão para ser tão duro consigo mesmo."

Federer tirou uma folga depois de Melbourne para se preparar para uma agenda atribulada que irá mantê-lo ocupado até Wimbledon, em junho.

"Tive as férias perfeitas", afirmou ele. "Passei muito tempo com minhas filhas e mulher, Mirka."

"Em um mundo perfeito, o corpo precisa de tempo para descansar e se curar e para se afastar mentalmente de tudo isso. Esse tempo maior longe do circuito me fez muito bem."

Embora faça 30 anos em agosto, Federer disse que sente o cansaço da competição muito menos do que costumava sentir.

"Eu sempre tive dores musculares incríveis. Após jogos difíceis, poderia sair da quadra e mal conseguia andar no dia seguinte", declarou.

"Hoje é diferente. Basicamente depois da partida contra Novak, já no fim do Aberto da Austrália, que foi um torneio difícil para mim, parecia que tinha uma mola em meus pés. Então, pensei, 'ok, férias.'"

"Quando jovem, eu era mais do tipo, 'Estou tão cansando, tão exausto mentalmente e tudo o mais'. E hoje, depois de três dias, posso voltar a jogar tênis novamente."

"É um tipo diferente de fadiga, acho, mas hoje acho mais fácil lidar com o estresse das viagens e das partidas difíceis, pois estou mais em forma e sei o que esperar, enquanto quando se é jovem você não conhece seus limites, então, força muito e está completamente exausto ou até mesmo contundido."

Federer é o cabeça-de-chave número 1 no torneio de Dubai, que também irá contar com o atual campeão, Djokovic, o finalista de Wimbledon Tomas Berdych e o vice-campeão em Dubai no ano passado, Mikhail Youzhny.

 

Leia tudo sobre: Federerdjokovic

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG