Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Presidente da ATP espera redução do calendário

Duas ou três semanas devem ser reduzidas do atual calendário do tênis mundial

Gazeta Esportiva |

O presidente da ATP, Adam Helfant, está confiante que o calendário do circuito mundial de tênis ficará menor. O dirigente afirmou que há propostas para reduções de duas e três semanas, e que o Conselho Administrativo da entidade irá aprovar uma delas.

No momento, a temporada começa com o ATP 250 de Brisbane, em 3 de janeiro, e termina com o ATP Finals, em Londres, em 28 de novembro. A semana favorita a ser excluída é justamente a que separa o Masters 1000 de Paris do torneio que encerra o ano. "Acredito que o conselho vai tomar uma atitude sobre isso. Eu ficaria surpreso se nenhuma das duas (propostas) fosse aprovada", avaliou Helfant.

O dirigente acredita que será difícil entrar em um consenso envolvendo a entidade e os jogadores, mas acha que os dois lados vão chegar a um meio termo. "Cada um dos jogadores tem o seu próprio ponto de vista sobre o calendário ideal e nós nunca vamos ter unanimidade. Por isso é duro chegar a um consenso", explicou.

O conselho se reunirá em Londres durante três dias, a partir de 20 de novembro. Jogadores como o espanhol Rafael Nadal, o suíço Roger Federer, o norte-americano Andy Roddick e o sérvio Novak Djokovic estarão presentes.

O grupo que reúne os diretores dos torneios ATP 250, que somam 41 eventos ao longo do ano, torcem para que a redução seja de apenas duas semanas. Eles também querem obrigar os jogadores a atuarem pelo menos uma vez no segundo semestre em campeonatos desse porte, mesmo que eles já tenham disputado três no ano. Por fim, o grupo pede um quarto convite para a chave e a liberação de pagar hospedagem a atletas abaixo do top 500.

Leia tudo sobre: tênis - outros torneios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG