Tamanho do texto

A TSS, encabeçada por Slobodan Zivojinovic (presidente), não tem nada ver com a vitória da Sérvia na Copa Davis, disse

Uma semana após o título da Sérvia na Copa Davis sobre a França, a Federação Sérvia de Tênis (TSS, em sérvio) foi alvo de críticas neste domingo por parte do pai de Novak Djokovic, principal nome da modalidade daquele país. Srdjan Djokovic pediu mudanças no comando da entidade, a quem culpou de não apoiar os tenistas.

"A TSS, encabeçada por Slobodan Zivojinovic (presidente), não tem nada ver com a vitória da Sérvia na Copa Davis. Somos campeões do mundo somente graças aos nossos jogadores e suas famílias", disse o patriarca dos Djokovic, por meio de comunicado distribuído aos principais meios de comunicação sérvios.

O capitão da equipe, Bogdan Obradovic, apoiou os protestos de Djokovic e disse que a TSS ofereceu pouco suporte aos atletas na final da Davis. "Necessitamos melhores instalações e não queremos especular sobre quem substituirá quem na TSS, mas posso assegurar que haverá mudanças."

"Os jogadores receberam pouco apoio financeiro da TSS durante todos esses anos, e apesar disso conseguimos um resultado incrível ao ganhar a Davis em nossa primeira final", continuou Obradovic. "Sei que não temos os mesmos recursos de países como os Estados Unidos, mas eles (dirigentes) têm que fazer investimentos proporcionais aos nossos resultados."

A TSS ainda não se manifestou sobre as declarações.