Decisão foi tomada após o torneio de Wimbledon, em junho, no qual foi eliminada nas oitavas-de-final

O pai da tenista dinamarquesa Caroline Wozniacki, número 1 do mundo, anunciou nesta quinta-feira que não será mais o treinador de sua filha, conforme informou um jornal do país.

"Não sou mais o treinador dela. Prometi que não diria quem será o próximo", declarou Piotr Wozniacki ao diário popular 'Ekstra Bladet'. A tenista e seu pai teriam tomado esta decisão após o torneio de Wimbledon, em junho, no qual foi eliminada nas oitavas-de-final pelo terceiro ano consecutivo.

"Ouvimos o tempo todo comentários sobre a forma com a qual Caroline deveria jogar. Por isso, resolvemos tentar outra coisa. A ideia é que ela tenha um jogo mais agressivo", completou.

Piotr Wozniacki explicou que, no momento, ainda está acompanhando a sua filha, já que o seu sucessor ainda não está disponível para acompanhá-la todos os dias."Ela está enfretando dificuldades para vencer suas partidas porque não sabe como deve jogar. Mesmo assi, sou o pai dela e sempre vou apoiá-la", justificou.

A dinamarquesa foi eliminada logo na estreia nos últimos torneios que disputou, em Toronto e Cincinnatti.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.