Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Nadal teme Federer na final: "Meu melhor pode não ser o bastante"

Após grande atuação do tenista suíço contra Djokovic, espanhol afirma: "ele é o maior tenista da história."

Gazeta |

O espanhol Rafael Nadal ganhou sobrevida no topo do ranking da ATP graças à vitória histórica de Roger Federer sobre Novak Djokovic, encerrando a série invicta do sérvio. Garantido ainda como número um do mundo, Nadal duela com Federer na final de Roland Garros neste domingo e teme não conseguir conquistar o hexacampeonato no saibro parisiense.

"Terei de jogar o máximo para vencer, mas isso pode não ser o bastante", afirmou Nadal, que pode cair para número dois do mundo caso perca para Federer neste domingo.

A final deste ano de Roland Garros será o quinto encontro entre os dois tenistas no saibro francês. Na semifinal de 2005, Nadal derrotou o suíço para arrematar seu primeiro troféu, e passou por Federer também nas finais de 2006, 2007 e 2008.

O espanhol teme que a categoria de Federer, que esteve em alta na partida contra Djokovic na sexta, faça dele mais uma vítima. "Ele é o maior tenista da história. Quando você joga com ele, poderá ganhar, porém também terá muitas chances de perder", declarou o tenista.

A final esperada em Roland Garros era entre Nadal e Djokovic, que decidiram quatro títulos de Masters 1000 neste ano. Apesar da má fase que Federer vinha passando antes do Grand Slam francês, o espanhol não encara mais este embate contra o suíço como uma surpresa.

"Não considero uma surpresa estar nesta final contra Federer. Todos sabemos o quão grande Roger é. E não é surpresa vê-lo em uma nova decisão de Grand Slam", finalizou o canhoto de Mallorca, que precisa do título para não perder o número um para Djokovic.

Leia tudo sobre: roland garrosnadalfederer

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG