Tamanho do texto

Espanhol entende que inovar faz parte de qualquer esporte, mas que no tênis os passos são muito pequenos

Após voltar à Copa Davis depois de desfalcar a Espanha no ano passado, Rafael Nadal é o único do top 3 a participar da competição, que começa na próxima sexta-feira. Ciente deste cenário, o espanhol líder do ranking apontou que a culpa de tantas desistências é da Federação Internacional de Tênis (ITF)."Devemos incentivar os melhores do mundo a jogar essa competição, mas a ITF não mexe um dedo pra isso acontecer", disparou o tenista. "O mínimo é colocar o desafio eletrônico nas eliminatórias, porque já temos nos torneios do circuito."

Nadal ainda acrescentou que inovar faz parte de qualquer esporte, mas que no tênis os passos são muito pequenos. "Parece que cada vez que se move um milímetro, é como se tivessem movido o mundo", acrescentou.

A Federação já cedeu a algumas medidas como fazer que a Copa Davis fosse obrigatria para ir às Olimpíadas, além de dar pontos no ranking da ATP. Porém, segundo o melhor do mundo, não é o suficiente para manter nomes como Novak Djokovic no torneio. O sérvio, em 3º no ranking, anunciou desistência da Davis esta semana em função da preparação para o Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos.

A Espanha sagrou-se campeã do torneio entre nações nos anos de 2008 e 2009. Em 2010, Rafael Nadal não participou da competição.