Tamanho do texto

Espanhol vence por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/1 e 6/3, e elimina último norte-americano do Aberto dos Estados Unidos

Os torcedores norte-americanos ficaram sem representantes nas semifinais do Aberto dos Estados Unidos. Após a derrota de John Isner para o britânico Andy Murray, o também anfitrião Andy Roddick não foi páreo para o espanhol Rafael Nadal. A partida teve fim por 3 sets a 0, parciais de 6/2, 6/1 e 6/3.

Atual campeão em Flushing Meadows, Nadal começou o duelo com tudo. Roddick, mesmo com a torcida a favor, não conseguiu conter o ímpeto do Touro Miúra, que abriu 2 sets a 0 com facilidade.

Na terceira parcial, além da regularidade do adversário, Roddick (atual número 21 da ATP) sentiu o desgaste físico e virou presa ainda mais fácil para Nadal, que aumentou a vantagem no cômputo geral diante do estadunidense para 7 a 3.

Na sequência, Rafa - campeão de Roland Garros na atual temporada - brigará por uma vaga na decisão do último Grand Slam de 2011 contra Murray. O ibérico sustenta um avassalador retrospecto ante o rival: são 12 triunfos em 16 embates realizados. Em 2011, o atleta de Mallorca levou a melhor nos três encontros (em Wimbledon, Roland Garros e Monte Carlo).

Na outra chave da semi, outro duelo graúdo. O sérvio Novak Djokovic, número 1 da atualidade, medirá forças com o suíço Roger Federer, que já levantou o título do certame nova-iorquino cinco vezes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.