Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Nadal critica ITF e atribui sucesso da Espanha na Davis à união

"Aqui, podemos fazer uma vida conjunta e isso me ajuda. Gostaria que fosse sempre assim", disse o tenista

Gazeta |

Campeã em 2000, 2004, 2008 e 2009, além de vice em 2003, a Espanha se classificou para decisão da Copa Davis novamente na tarde deste domingo. Responsável pelo ponto decisivo na semifinal diante da França, Rafael Nadal atribuiu o sucesso da equipe à união entre os jogadores e criticou a ITF (Federação Internacional de Tênis).

"Vários fatores têm que coincidir, primeiro ter uma grande geração de jogadores. Graças ao sacrifício de muita gente e pela excelente relação entre os tenistas, é possível que continuemos unidos e com chances de ganhar. No vestiário, não me sinto mais especial que David Ferrer, Feliciano ou Verdasco", afirmou.

Na semifinal diante da França, encerrada neste domingo em Córdoba, Nadal venceu Richard Gasquet e Ferrer superou Gilles Simon no primeiro dia. Michael Llodra e Jo-Wilfried Tsonga venceram Feliciano Lopez e Fernando Verdasco nas duplas, mas no domingo Nadal e Verdasco superaram Tsonga e Gasquet, respectivamente.

"No hotel, subo para o quarto só para dormir. Eu gosto de estar com as pessoas. Nos torneios individuais, é mais difícil que isso aconteça, porque cada um tem seus horários. Aqui, podemos fazer uma vida conjunta e isso me ajuda. Gostaria que fosse sempre assim. É mais divertido e a semana passa mais rápido", disse Nadal.

No momento de comemorar o triunfo decisivo sobre Tsonga, o tenista criticou a ITF. Em uma prova do calendário estafante do circuito, o sérvio Novak Djokovic abandonou o confronto com o argentino Juan Martin Del Potro na semifinal e saiu de quadra chorando neste domingo.

"Foi um bom jogo. Tenho que agradecer a Espanha e a Córdoba por esse ambiente que só é possível viver na Copa Davis. É uma pena que na ITF não tentem defendê-la mais. O formato está errado, são muitas coisas, mas não há tempo para explicar na televisão", criticou.

A briga pelo título entre Argentina e Espanha é uma reedição da final de 2008, quando os espanhóis levaram a melhor em Mar del Plata. A vitória dos sul-americanos sobre os sérvios satisfez Nadal. "Vamos jogar em casa e tenho mais amigos na Argentina do que na Sérvia", encerrou.

Leia tudo sobre: teniscopa davisitfnadal

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG