Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Na Bélgica, Clijsters vence duelo contra a compatriota Henin

Atual número três do mundo, Clijsters venceu Henin em três sets, parciais 6/1, 3/6 e 10/5, em uma hora e 11 minutos de partida

Gazeta Esportiva |

Assim com tem sido desde que voltaram da aposentadoria, Kim Clijsters derrotou Justine Henin no duelo belga desta sexta-feira, durante o Diamonds Games, jogo-exibição realizado na Antuérpia (Bélgica). Com mais esta vitória, Clijsters lidera o retrospecto contra a compatriota por 13 a 12.

Atual número três do mundo, Clijsters venceu Henin em três sets, parciais 6/1, 3/6 e 10/5, em uma hora e 11 minutos de partida. "Eu curto ver Henin jogar, mas não quando ela está diante de mim", brincou a tenista, campeã do Aberto dos Estados Unidos deste ano.

"Foi muito intenso, podia sentir a adrenalina fluir por todo o meu corpo", disse Henin, que não lamentou tanto a derrota. "As coisas não foram como eu queria, mas estava curtindo jogar aqui, o público foi maravilhoso", elogiou a belga, atual número 12 do mundo.

Neste ano, Clijsters teve um ótima temporada, faturando o WTA de Cincinnati, o tricampeonato do US Open e também o Masters de Doha, torneio que reúne as melhores tenistas do ano. Já Henin esteve afastada do circuito durante o segundo semestre por causa de uma lesão no cotovelo, sofrida durante o duelo contra a compatriota em Wimbledon.

"Eu gostei da temporada. Meu objetivo era me classificar para Doha e, com certeza, teria conseguido se tivesse jogado o ano todo. Meu começo de ano foi excelente, com a final no Aberto da Austrália. Depois da contusão, levou tempo para eu recuperar minha confiança, mas estou no caminho certo de novo", avaliou Henin.

Número três da Bélgica, Yanina Wickmayer manteve o público entretido antes do duelo entre Clijsters e Henin. A tenista venceu a italiana Francesca Schiavone, campeã de Roland Garros, por 2 sets a 0, parciais 7/5 e 6/4. "Isto é o que precisava na preparação para a nova temporada. Agora, sei onde estou e o que ainda preciso trabalhar", disse Wickmayer.

Leia tudo sobre: tênis - wta

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG