Tenista britânico terá pela frente o sérvio Novak Djokovic na decisão do primeiro Grand Slam do ano

Em um duelo de ralis muito longos, David Ferrer e Andy Murray definiram qual será o oponente do sérvio Novak Djokovic na grande final do Aberto da Austrália, realizado em Melbourne. Melhor nos momentos decisivos, Andy Murray bateu o espanhol David Ferrer por 3 sets a 1, com parciais 4/6, 7/6 (7/4),  6/1 e 7/6 (7/1), em partida muito disputada.

Essa será a segunda final consecutiva de Murray no torneio em Melbourne. No ano passado, ele foi derrotado por Federer e acabou com o segundo lugar. E Murray ainda espera quebrar um tabu. Há 75 anos um tenista britânico não consquita um Grand Slam. Ele já é o primeiro jogador da Grã-Bretanha na "era aberta" a chegar à três finais desse nível e tenta ser o primeiro  campeão na Austrália desde Fred Perry, que venceu em 1934.

Já Djokovic, vencedor em 2008, busca o bicampeonato no primeiro Grand Slam do ano.

O jogo

Algoz de Rafael Nadal nas quartas de final, Ferrer começou bem a partida e com tranquilidade levou o primeiro game. Na sequência, foi a vez de Murray confirmar seu serviço para empatar o set inicial.

A primeira quebra de saque do duelo foi vista apenas no sétimo game. Aproveitando os erros consecutivos de Ferrer, o britânico virou o placar para marcar 4 a 3 na semifinal. A reação do espanhol veio pouco depois, ao fechar seu quarto e quinto game, com dificuldades impostas pelo oponente. Quebrando o saque de Murray, Ferrer venceu o o décimo game para fechar a primeira parcial em 6/4.

Logo em seguida, Murray esbanjou paciência ao defender os duros ataques impostos pelo espanhol. Mesmo errando bolas simples, o britânico quebrou o serviço de Ferrer e saiu na frente do placar no segundo set. Assim como no início do jogo, a parcial foi disputada game a game, com ambos os tenistas assumindo a ponta do duelo.

Apesar do equilíbrio técnico, Ferrer manteve a pressão sobre Murray, embalando para a possível vitória na segunda parcial. Com 5 a 4 no marcador, o britânico correu atrás do placar, empatou em 5 a 5, venceu o game seguinte e viu seu adversário empatar novamente o duelo, definido somente no tie break.

Ferrer levou dois sets para o tie-break contra Murray na semifinal
Getty Images
Ferrer levou dois sets para o tie-break contra Murray na semifinal

Murray sacou com muita qualidade e força, abrindo incríveis 6 a 0. Ferrer esboçou uma reação, chegando ao quarto ponto, mais não foi o suficiente para tirar o set do britânico, vencedor do segundo set por 7/6 (7/4). A partir da terceira parcial, o britânico encontrou seu tênis em quadra, sem dar qualquer chance de reação a David Ferrer. Com apenas um game conquistado, o espanhol viu Murray abrir vantagem e fechar sua virada por 6 a 1.

Já no quarto set, o equilíbrio entre os dois voltou a reinar, assim como as longas disputas ponto a ponto. Chegando a 6 a 6 no quarto set, o Ferrer levou a disputa para o tie break, mas não conseguiu conter o empenho de Murray, que fechou o desempate em 7 a 1 e a partida em 3 sets a 1.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.