O tenista britânico afirmou que precisa melhorar se quiser vencer os principais torneios e não se sentiu pressionado por jogar ¿em casa

Foi uma grande atuação. Mas, não suficiente para Andy Murray vencer o número 1 do mundo, Rafael Nadal. A derrota deste sábado, na semifinal do ATP Finals, eliminou Murray do último torneio da temporada.

Foi um grande jogo. É ótimo estar envolvido em uma partida como essa. Só não é ótimo perder, afirmou o escocês após a derrota em 3 sets, que durou 3 horas e 11 minutos. Muito frustrante perder um jogo como esse. Eu provavelmente só joguei um game ruim durante todo o jogo, ou alguns poucos pontos ruins. É decepcionante, completou.

Com o cuidado de não parecer desculpa de perdedor, Murray reclamou da sorte na partida deste sábado. Não é desculpa, mas quebrei a corda da raquete três vezes hoje. Uma delas, bem antes de sacar no primeiro tie-break. Isso não me aconteceu o ano inteiro, lamentou o escocês. 

Sobre o comportamento da torcida em Londres, o escocês só agradeceu o apoio. E não gostou de ser indagado sobre uma eventual pressão do público para que fosse o primeiro britânico campeão do torneio. Para ser sincero, não penso que o público me pressionou para nada. Eles só me apoiaram o tempo todo, respondeu Andy Murray.

Para a próxima temporada, o melhor tenista britânico vai continuar buscando sucesso em sua árdua tarefa: acabar com o jejum de títulos de Grand Slam do seu país que já dura 74 anos. Preciso melhorar se quiser vencer os principais torneios. Estou competindo com os dois melhores tenistas de todos os tempos (Nadal e Federer) e preciso melhorar meu desempenho, analisou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.