Britânico foi campeão do Masters 1000 de Xangai. Agora quarto colocado na lista da ATP, suíço atinge pior colocação desde 2003

Getty Images
Andy Murray comemora título conquistado em Xangai, que o levou ao terceiro lugar na ATP
Andy Murray, vencedor do Masters 1000 de Xangai no último fim de semana, foi confirmado nesta segunda-feira como terceiro melhor tenista da ATP, no lugar do suíço Roger Federer. O britânico, no entanto, precisa ainda confirmar sua ótima condição no Masters de Paris, que terá a presença do suíço, para ir ao ATP Finals, no fim do ano, à frente do rival na classificação. A distância entre eles é apenas de 45 pontos.

O quarto lugar de Federer é o posto mais baixo do lendário ex-número 1 do mundo desde o ano de 2003. No ATP 500 da Basileia, ele defende o título em torneio que terá a presença do número um Novak Djokovic, que lidera a classificação à frente do espanhol Rafael Nadal.

O brasileiro Thomaz Bellucci caiu um posto na classificação do ranking e é o 36º. Ele foi eliminado nas estréias de Pequim e Xangai, nas últimas semanas, e não conseguiu nenhum resultado expressivo.

João Souza, o Feijão, também caiu um degrau é o 107º. Ricardo Mello é o 112º, enquanto Rogério Silva, o Rogerinho, está na 116ª posição. Os três são cabeças de chave do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, no qual as disputas do tênis começam nesta segunda.

Confira o ranking da ATP desta segunda-feira:

JOGADOR PAÍS PONTOS
1º Novak Djokovic Sérvia 13.860
2º Rafael Nadal Espanha 10.375
3º Andy Murray Grã-Bretanha 7.825
4º Roger Federer Suíça 7.780
5º David Ferrer Espanha 4.710
6º Robin Soderling Suécia 3.500
7º Tomas Berdych República Tcheca 3.230
8º Mardy Fish Estados Unidos 2.965
9º Jo-Wilfried Tsonga França 2.880
10º Gael Monfils França 2.525

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.