Temos que olhar para frente - Tênis - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Moyá, após último jogo: Temos que olhar para frente

Jogando contra o compatriota David Ferrer, o ex-número um do mundo perdeu por 7/6 (8-6) e 6/3 no Masters da Espanha

Gazeta Esportiva |

Ídolo espanhol no tênis, Carlos Moyá se despediu do circuito profissional na cidade de Sevilha, durante o Masters da Espanha. Jogando contra o compatriota David Ferrer, o ex-número um do mundo perdeu por 7/6 (8-6) e 6/3 e deixou a quadra de Andaluzia com um "até logo e obrigado".

"Estou muito feliz por minha filha estar aqui hoje (quinta-feira), vendo meu último jogo, junto com minha esposa e amigos", disse Moyá, que pendurou a raquete na mesma quadra em que conquistou a Copa Davis em 2004.

Muito aplaudido pelo público após o último ponto do jogo, o tenista de Mallorca aproveitou para elogiar a cidade espanhola. "Mesmo antes da Copa Davis, havia estado outras vezes em Sevilha. Em 1994, vim para jogar um torneio satélite, mas a final de 2004 é que mudou tudo. Foi incrível, além do que, aqui sempre me trataram muito bem", afirmou Moyá.

O ex-número um do mundo admitiu que o mais difícil foi chegar a decisão de abandonar o tênis profissional, mas que isso era necessário, e acredita que agora o importante é "olhar para frente".

"A coisa mais difícil é quando eu tive que tomar a decisão de parar, que foi feita quatro ou cinco meses atrás. Agora eu tenho uma outra vida, tenho uma filha que ocupa todos os meus dias e uma academia em Mallorca", continuou o espanhol. "Obviamente, eu vou perder isso que dá a competição, mas temos de olhar para frente".

Leia tudo sobre: tênis - ex-tenistas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG