Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Mesmo gripado, Nadal pode vencer na Austrália, diz Andre Agassi

"Nadal ainda nem chegou no auge. Nada que ele faça irá me surpreender mais," declarou o ex-tenista

Reuters |

O número um do mundo Rafael Nadal foi acometido por uma gripe nesta semana, mas Andre Agassi confia que a doença não diminuirá as chances do espanhol de conquistar o Aberto da Austrália no final do mês.

Nadal pode se tornar o primeiro tenista desde Rod Laver em 1969 a deter os quatro títulos de grand slam ao mesmo tempo caso triunfe em Melbourne.

Entretanto, sua condição gerou dúvidas sobre se ele será capaz de sobreviver às sete partidas sob o inclemente calor australiano.

"Ele (Nadal) dominou 2010 e fez uma pausa saudável antes do Aberto dos EUA, então estará descansado e confiante," disse o ex-número um Agassi neste sábado na exposição Ri se of Legends exhibition em Taiwan.

"(Roger) Federer também jogou fantasticamente no final do ano. Acho que é uma disputa apertada entre os dois, mas Nadal tem uma chance maior agora," acrescentou o norte-americano.

Aos 24 anos, Nadal silenciou seus críticos, que o haviam descartado em 2009 ao vê-lo vitimado pela tendinite nos dois joelhos, vencendo Roland Garros, Wimbledon e o Aberto dos EUA em três meses em 2010.

Como uma profecia para os adversários do espanhol, Agassi alerta que ele não chegou em seu melhor momento.

"Nadal ainda nem chegou no auge, ele continua melhorando. Nada que ele faça irá me surpreender mais," declarou Agassi.

"Não é fácil alcançar o recorde de (Bjorn) Borg em Wimbledon, mas é incrível o que ele fez lá com o jogo que tem."

Borg conquistou cinco títulos na grama inglesa, em três ocasiões logo após vencer em Roland Garros. Nadal já conquistou o aberto francês e Wimbledon em sequência duas vezes.

Nadal, que não pode defender seu título em Londres dois anos atrás, tem sido um crítico contumaz do calendário masculino, que ele acredita não permitir que os jogadores descansem o suficiente.

Embora a temporada da ATP seja encurtada em duas semanas a partir do ano que vem, Agassi crê que os tenistas devem escutar mais seus corpos ao invés de simplesmente cumprir seus compromissos.

"Depois que virei o número um, não tive que me preocupar em seu o número um durante dois, três, quatro aos consecutivos. Só me concentrava em me manter saudável e me preparar para os grandes torneios. Tomei ótimas decisões que me permitiram jogar por mais tempo," disse o detentor de oito títulos de grand slam.

 

Leia tudo sobre: tênisATPRafael NadalAndre Agassi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG