Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Isner vence Mahut em reedição da partida mais longa da história em Wimbledon

Diferentemente das 11 horas do ano passado, americano precisou de duas horas e dois minutos para fazer 3 sets a 0 no rival francês

Pedro Taveira, iG São Paulo |

A reedição do jogo mais longo da história do tênis terminou de forma bem diferente da maratona do ano passado. Ao contrário das 11 horas e cinco minutos necessárias em 2010, o norte-americano John Isner derrotou o francês Nicolas Mahut na primeira rodada do Aberto de Wimbledon de 2011 por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-4), 6/4 e 7/6 (8-6), em “apenas” duas horas e dois minutos.

Este foi o segundo triunfo de Isner, atualmente na 47ª colocação do ranking da ATP, sobre Mahut, 94º - o francês tem uma vitória. Seu próximo adversário na grama londrina será o espanhol Nicolas Almagro, que bateu o finlandês Jarkko Nieminen por 3 sets a 1, em parciais de 6/7 (4-7), 6/3, 6/4 e 6/4.

A partida deste ano apresentou grau de equilíbrio semelhante ao do histórico confronto de 2010. A diferença é que Isner estava claramente em um dia melhor. Duas parciais foram para o tie-break, mas o americano se mostrou mais concentrado nos momentos decisivos: errou menos (10 a 16) e conseguiu mais bolas vencedoras (41 a 31) ao longo do jogo.

No ano passado, a igualdade foi tamanha que a disputa foi para o quinto set. Algo normal para um Grand Slam. O que ninguém esperava era que seriam necessários mais 138 games para se conhecer o vencedor. O confronto, que começou em uma terça-feira, acabou somente na quinta.

Mais do que o recorde de tempo, o jogo do ano passado quebrou outros números históricos . Tanto Isner quanto Mahut superaram a maior marca de aces em uma só partida, que pertencia ao croata Ivo Karlovic. Em setembro de 2009, ele aplicou 78 saques sem devolução em duelo pela Copa Davis. Mas, somente neste confronto, o americano conseguiu 112 aces, enquanto o francês chegou a 103.

AFP
Nicolas Mahut, à direita, deu trabalho, mas não esteve à altura de John Isner nesta terça

Leia tudo sobre: wimbledonjohn isnernicolas mahut

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG